18 de novembro, de 2020 | 09:43

Técnicas de divulgação impulsionam revenda de lingerie

Sacoleira Chique/Reprodução

A revenda de lingerie é uma forma prática e rápida de ganhar renda extra, principalmente em tempos de crise econômica. A compra de sutiã e de calcinha no atacado pode ser, inclusive, a maneira de muitas pessoas alcançarem a independência financeira nesse cenário. Porém, além de comprar as peças e tentar vendê-las no boca a boca, é preciso saber divulgá-las a fim de ter um bom retorno com a revenda.

É interessante que a vendedora fique atenta a datas comemorativas, que podem ocasionar promoções, utilize-se de etiquetas e panfletos para conquistar clientes no off-line e, ainda, conte com as redes sociais para iniciar uma estratégia de marketing digital. Dessa forma, além de expandir o leque de pessoas interessadas no produto, a empreendedora poderá fidelizar seus clientes mais facilmente.

Para quem está começando e ainda se sente perdida quanto à divulgação de seu serviço, existem três passos importantes, que irão fazer diferença na hora de aumentar as vendas.

Promoções especiais

Datas comemorativas e ocasiões especiais são estratégicas para se criar promoções e aumentar o número de vendas durante o período. O Dia dos Namorados, por exemplo, é um momento em que a procura por lingerie dá um salto - tanto por pessoas que querem presentear seus amados, quanto de quem quer se vestir apropriadamente para uma noite especial.

Portanto, é válido montar kits, com sutiã e calcinha sexy - com preços menores do que o habitual. É possível fazer uma opção clássica, do tipo "compre dois, leve três conjuntos" ou ainda oferecer descontos acumulativos na semana do dia 12 de junho.

Outro contexto que pede por promoções é o chá de lingerie, que é uma espécie de despedida de solteiro para noivas. A revendedora pode se tornar a fornecedora oficial do evento, com os melhores preços e códigos de desconto especiais para cada noiva.

Uso de etiquetas e cartões

Para conquistar e fidelizar clientes, é preciso fixar a marca em suas cabeças. Uma maneira de fazer isso é enviando, junto a todas as peças, etiquetas com a logo e informações básicas da revendedora. Isso vale tanto para encomendas enviadas por correio, quanto para aquelas que serão entregues pessoalmente. Esse tratamento faz a venda de uma calcinha básica parecer mais do que especial.

Além de etiquetas e panfletos, a responsável pode montar um esquema de cartão de fidelidade. Para as transações virtuais, o controle pode ser feito por meio de uma base de dados. Assim, a revendedora poderá saber quantas compras foram realizadas. Para casos presenciais, vale imprimir um cartão físico, que pode ser marcado em toda a entrega. Assim, cada cliente terá desconto a cada 15 ou 20 compras, por exemplo.

Uma dica importante é manter etiquetas, folders e cartões com a mesma identidade visual para reforçar a imagem da marca.

Auxílio das redes sociais

Não é mistério que a internet é uma das maiores aliadas para expandir um negócio. Com a revenda, não é diferente. Apesar do boca a boca continuar sendo uma estratégia útil, atualmente, investir em presença nas redes sociais pode impulsionar resultados ainda mais significativos. Isso se acentua no contexto de pandemia, já que é possível realizar as revendas de lingerie mesmo de casa, com encomendas on-line e envios pelo correio.

Portanto, é importante estar presente no Facebook, no Instagram e no Whatsapp e permitir um canal aberto de contato com clientes e interessados. A revendedora pode postar os produtos disponíveis, anunciando informações e preços, alertar sobre a chegada de promoções e, ainda, participar de discussões sobre novas tendências de lingerie, a fim de se firmar como referência no meio. Vale também apostar em lives de vendas, com descontos especiais para a audiência da transmissão.

Caso a vendedora sinta que não dará conta de realizar as tarefas de divulgação on-line ou responder todas as mensagens, é válido pedir ajuda de outros profissionais ou, ainda, alertar sobre a possível demora no envio das respostas. A dica é evitar, ao máximo, deixar o cliente esperando, sem estar com a dúvida sanada.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]
MAK SOLUTIONS MAK 02 - 728-90

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário