17 de novembro, de 2020 | 16:02

Empresas podem demandar soluções tecnológicas ao IFMG

Divulgação
Chamada pública recebe propostas que contenham problemas cuja resolução passa pelo desenvolvimento de pesquisas na área de Mobilidade e Sistemas InteligentesChamada pública recebe propostas que contenham problemas cuja resolução passa pelo desenvolvimento de pesquisas na área de Mobilidade e Sistemas Inteligentes

Criar soluções tecnológicas específicas para atender demandas ou mesmo resolver problemas identificados nos processos de produção de empresas. E o melhor: ter acesso a um aporte financeiro do Governo Federal que vai ajudar a viabilizar o desenvolvimento dessas novas tecnologias. Essa oportunidade está sendo oferecida pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG), que abriu chamada pública para captar propostas que poderão se tornar objeto de pesquisas. As informações foram divulgadas pelo IFMG.

Para participar, gestores e empresários devem formular um projeto no qual vão apresentar e explicar a demanda. As propostas têm que ser relacionadas à área de competência do Polo de Inovação do IFMG, que é credenciado pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) para desenvolver projetos de P,D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação).

O envio de demandas deverá se enquadrar em uma das seguintes áreas: gestão de ativos móveis, transportes, sistemas automotivos e otimização de processos. Também serão aceitas propostas de empresas, microempresas, startups e indústrias que estejam inclusas em linhas como engenharia de software, banco de dados, algoritmos e inteligência artificial, Internet das Coisas (IoT), big data, computação em nuvem, processamento de sinais, visão computacional, desenvolvimento móvel, redes de comunicação, robótica, eficiência energética, eletrônica embarcada, computação móvel, agricultura de precisão, mineração de dados, modelagem matemática e computacional, aprendizado de máquina, análise estatística, geolocalização e desenvolvimento web.

Parceria com Embrapii

O desenvolvimento do projeto será realizado em parceria, que funcionará por meio do compartilhamento de recursos. As propostas serão alocadas para construção seguindo o modelo de negócio da Embrapii, que dará aporte financeiro a fundo perdido (não reembolsável) às empresas, no limite de 30% do valor do projeto. Os projetos desenvolvidos poderão receber recursos no montante global de R$ 10 milhões, financiados com investimentos do Governo Federal destinados à inovação. A fatia de investimento público é a fundo perdido, o que significa que não será cobrado retorno desses recursos.

A contrapartida do IFMG não será financeira. Incluirá, por exemplo, horas de mão de obra especializada, uso de equipamento laboratorial e software próprios, dentre outros. Já a empresa parceira deverá aportar uma contrapartida de, no mínimo, um terço do valor total do projeto. Caso a empresa tenha interesse, o aporte levantado poderá ser complementado com valores disponibilizados pelo Sebrae ou por diversos entes do setor financeiro, como o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Prazo de inscrição

O envio das propostas deverá ser feito até o dia 31 de janeiro de 2021 para o e-mail [email protected] Não há limite para a quantidade de candidaturas apresentadas pelo proponente. O cronograma completo com todas as etapas da chamada pública está disponível no edital 57/2020, no endereço www.ifmg.edu.br. O resultado está programado para sair no dia 25 de fevereiro de 2021.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário