14 de novembro, de 2020 | 08:45

Recuperada parte de joias furtadas e preso suspeito de receptação

Divulgação Polícia Militar
Anéis, pulseiras, pingentes e outras semijoias apreendidos pela PM no Córrego do CaçadorAnéis, pulseiras, pingentes e outras semijoias apreendidos pela PM no Córrego do Caçador

A apuração do furto de uma maleta contendo cerca de R$ 20 mil em joias e semijoias no bairro João XXIII, em Timóteo, levou à prisão R.W.S.C., de 29 anos. Ele é suspeito de receptação de parte do material furtado. R.W. foi detido na rua Dois, no Córrego do Caçador (sequência do bairro João XXIII), no fim da tarde de sexta-feira (13), um dia depois da ocorrência do furto.

As equipes da PM foram informadas que um indivíduo estava vendendo ou tentando trocar joias por outros objetos. Os policiais encontraram o denunciado que, ao notar a chegada das viaturas, saiu correndo pulando muros de casas próximas. Ele foi cercado e preso pelos militares durante o cerco.

Em poder dele foram encontrados cinco anéis, joias que segundo o detido foram deixadas por um amigo, cujo nome não revelou, para vende-las. R. levou os policiais até um local onde estava mais outras peças entre anéis, brincos, pulseiras e pingentes, totalizando 55 unidades algumas ainda com etiquetas.

O furto foi praticado quando a vítima colocava malas de viagem no carro, estacionado em frente à casa dela. A mulher voltou para a residência com o objetivo de pegar mais alguma coisa, contudo, esqueceu o veículo destrancado. O ladrão aproveitou-se e pegou a maleta, no porta-malas, contendo as joias e semijoias avaliadas em cerca de R$ 20 mil.

R.W. negou ter sido o autor do furto, mas acabou preso por crime de receptação e encaminhado para o plantão da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil junto com os objetos recuperados. A vítima encontra-se viajando, mas a mãe dela reconheceu as joias como sendo as que foram furtadas da filha.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Menina Moça

14 de novembro, 2020 | 17:24

“? como diz o ditado: a ocasião faz o ladrão.”

Envie seu Comentário