14 de novembro, de 2020 | 18:00

Sepultado o corpo do fotógrafo ipatiguense Adriano Vieira

Reprodução
Adriano Vieira tinha 48 anos Adriano Vieira tinha 48 anos

O corpo do fotógrafo Adriano Vieira, de 48 anos, foi sepultado na tarde deste sábado (14), no Cemitério Senhora da Paz, em Ipatinga. Ele faleceu na noite de sexta-feira (13). Adriano atuava na Secretaria de Comunicação (Secom) da Prefeitura de Ipatinga desde 2017 e já havia trabalhado para o Poder Executivo Municipal entre 2005 e 2009.

Solteiro, ele deixa um casal de filhos e netos. O fotógrafo era natural de Coronel Fabriciano, mas residia em Ipatinga.
Em nota, a administração de Ipatinga lamentou a morte de Adriano. “É com grande pesar que comunicamos o falecimento do nosso amigo Adriano, fotógrafo, que trabalhava na Secom. Teve um mal súbito e não resistiu”.

Adriano Vieira era filho de Raimundo Vieira, o Raimundinho, que chegou a trabalhar como fotógrafo na Prefeitura de Ipatinga durante a gestão do ex-prefeito João Lamengo Netto, e também prestou serviços para o jornal Diário do Aço. Em julho deste ano, Adriano Vieira havia perdido uma filha, em um acidente de trânsito, em Belo Horizonte.

Problemas de saúde

Amigos de Adriano informaram ao Diário do Aço que o fotógrafo tinha problemas de saúde e que, inclusive, chegou a reclamar na sexta-feira (13) que estava com dores nas pernas, tosse, cansaço e falta de ar, e que precisou ser consultado em uma clínica médica. No fim do ano passado, Adriano também teve um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e chegou a perder a fala e, com isso, precisou ficar internado por um tempo, mas conseguiu se recuperar.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Welissson Souza

17 de novembro, 2020 | 10:43

“Estive com o Adriano na Quinta-Feira e ele me disse que foi difícil levantar da cama naquela manhã e que parecia que tinha tomado uma surra de vara de bambu, que o corpo todo doía principalemte os braços mas que ele ia tomar um remédio e ir trabalhar. Ele achava que era por causa de ter dado uma "corridinha" como disse ele e o corpo não estava acostumado.
Grande amigo que com certeza fará muita falta.”

Flavio Cezar

16 de novembro, 2020 | 14:23

“Obrigado pela convivência, pela sua alegria e sagacidade que olhava o mundo e os outros a sua volta. Vai em paz colega! pois como diria Renato Russo 'os bons morrem jovens!!' , e com você não foi diferente.”

João Sávio

15 de novembro, 2020 | 19:10

“Que Deus conforte sua os familiares e amigos. Vá com Deus amigo.”

Alexsandro

15 de novembro, 2020 | 09:28

“Meus sentimentos a família!”

Gaudêncio José

15 de novembro, 2020 | 07:00

“Que descanse em paz meu amigo Adriano Vieira, meus sentimentos aos familiares, desejo força e fé para seus familiares, neste momento de perda.”

Denis Janes Martuscelli

14 de novembro, 2020 | 23:12

“Meu amigo querido. Uma pessoa ímpar, vai deixar muita saudade. Que deus o tenha e conforte a família. Meus pêsames.”

Marilelia Rocha Ezequiel

14 de novembro, 2020 | 10:26

“Perdemos um grande amigo e um excelente profissional. Que Deus conforte os familiares e amigos.”

Envie seu Comentário