21 de outubro, de 2020 | 08:05

Da poesia uruguaia ao delírio feminino

Montagens teatrais seguem no Sesc São Paulo, no palco ou na casa do artista

A programação de Teatro #EmCasaComSesc está em nova fase, com os atores e as atrizes ocupando os palcos das unidades do Sesc na capital paulista, além das apresentações transmitidas da casa dos artistas.

Com a mudança, o Sesc São Paulo acolhe versões de espetáculos com estruturas maiores, com os recursos do palco para a transmissão das peças, mas ainda sem presença do público e seguindo todos os protocolos de segurança. Em novo horário, às 21h, a série tem apresentações aos domingos, quartas e sextas-feiras.

O formato híbrido, com a manutenção das transmissões realizadas da casa dos artistas, permite que a série siga oferecendo encontros com nomes de outros estados, com atores e atrizes em condições de maior vulnerabilidade ao coronavírus.

Kitty Feo/Divulgação/ACS SescSP
"Las Orientales" coloca no palco as atrizes Paula Cohen e Natalia Mallo
Ao reabrir a possibilidade das apresentações nos palcos do Sesc, permite-se que mais profissionais realizem o seu trabalho, ajudando a estimular o setor cultural.

Nesta sexta-feira (23), o palco do Sesc Ipiranga receberá a montagem "Las Orientales", com as atrizes Paula Cohen, responsável pela dramaturgia, e Natalia Mallo na direção musical.

Iluminado por Ana Kutner, o espetáculo poético performático fala da vida e obra de três poetas uruguaias: Delmira Agustini (1886-1914), Idea Vilariño (1920-2009) e Marosa Di Giorgio (1932-2004), mulheres que criaram mundos particulares e deixaram suas marcas nas narrativas femininas da América Latina.

A obra estabelece um diálogo entre culturas e linguagens, transpassando os limites do teatro, poesia, literatura e música, tendo como fio condutor acontecimentos das vidas e a percepção histórica da obra das três autoras, e como pano de fundo o contexto histórico e político do Uruguai e da América Latina.

Assim, o trabalho traça a jornada da voz feminina nas artes do século XX até hoje, por meio de três vozes diversas em suas inquietações e estéticas. Classificação: 14 anos.

Cláudia Ribeiro/Divulgação/ACS SescSP
Em Em "Cuidado! Animais Na Pista", Eliane Costa aborda o sono, ou a falta dele
No domingo (25), a atriz Eliane Costa apresentará, direto de sua casa, no Rio de Janeiro, "Cuidado! Animais Na Pista", com direção de Rubens Camelo. Inspirada no livro "Sono", do escritor japonês Haruki Murakami, a peça fala sobre uma mulher que deixa de dormir sem nenhuma explicação aparente.

A insônia parece ser seu estado de vigília e ninguém à sua volta percebe nada. Transformações internas e externas ocorrem aos poucos, até ela se transformar em um animal estranho que passa, entre outras coisas, a se alimentar de seres impensáveis, a ver bichos pela casa e mastigar palavras, sem saber o que é realidade ou delírio.

A montagem, estreia de Eliane como dramaturga, é um grito do poder feminino, recheado de humor, suspense e poesia. Classificação: 14 anos.

AGENDA:
Sexta-feira (23) - Paula Cohen e Natalia Mallo, em Las Orientales
25/10, domingo (25) - Eliane Costa, em Cuidado! Animais Na Pista
Saiba mais em Sesc Digital.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário