17 de outubro, de 2020 | 10:00

Tribunal Regional Eleitoral quer evitar abstenção neste pleito

Parceria entre o órgão e Assembleia Legislativa tem foco na conscientização do eleitor

Arquivo DA/Foto ilustrativa
Em 2016, nas cidades que compõem a Região Metropolitana do Vale do Aço, o percentual de comparecimento às urnas foi alto  Em 2016, nas cidades que compõem a Região Metropolitana do Vale do Aço, o percentual de comparecimento às urnas foi alto

A covid-19 tem imposto desafios diversos e com a proximidade de mais um marco no calendário do brasileiro, uma campanha foi criada para estimular o eleitor a votar. A menos de 30 dias das eleições municipais, marcadas para o dia 15 de novembro, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) firmaram parceria na quinta-feira (15), visando a redução da abstenção.

No pleito de 2016, nas cidades que compõem a Região Metropolitana do Vale do Aço, o percentual de comparecimento às urnas prevaleceu. Em Ipatinga 144.826 eleitores (79,07%) votaram, enquanto brancos chegaram a 5.827 (4,02%) e nulos 11.573 (7,99%).

Já em Coronel Fabriciano compareceram 64.139 (79,15%), 1.973 (3,08%) votaram em branco e 4.190 (6,53%) votos foram nulos. Santana do Paraíso registrou 16.923 (83,23%) eleitores nas urnas, dos quais 496 (2,93%) foram votos brancos e 872 (5,15%) nulos.

Por fim, em Timóteo 49.501 (81,28%) compareceram, sendo brancos 1.424 (2,88%) e nulos 2.853 (5,76%). Os números estão disponíveis no site do TRE e são referentes aos votos para o cargo de prefeito, a título de exemplo. Não apresentamos aqui os percentuais no caso dos vereadores.

Naquele ano, não havia nada fora do comum, como é o caso de 2020, em que a covid-19 tem sido a principal preocupação de gestores, em diversos segmentos.

No caso da Justiça Eleitoral, o Diário do Aço divulgou em algumas oportunidades avaliações de chefes de cartórios eleitorais, que acreditam que a abstenção poderá ocorrer, em razão do medo dos cidadãos.

O presidente da ALMG, deputado estadual Agostinho Patrus (PV), e o presidente do TRE, desembargador Alexandre Victor de Carvalho, assinaram um termo de cooperação, cujo objetivo é promover uma campanha de caráter educativo, informativo e de orientação social quanto à importância do voto, além de estimular o comparecimento às urnas nas eleições municipais, consideradas as devidas medidas de segurança adotadas pela Justiça Eleitoral.

Na solenidade, o presidente da ALMG enfatizou que é desafiador o momento em que as próximas eleições vão ocorrer, por causa da pandemia, e também abordou a importância do voto. “As eleições são o ponto máximo da soberania popular. A conquista desse direito se deu de forma árdua e sua manutenção e ampliação são de salutar importância para o aperfeiçoamento da democracia”, disse, acrescentando que as eleições são um instrumento de promoção da mudança política e social.

Eleições gerais

O deputado se disse preocupado com os números de abstenção das últimas eleições. Como exemplo, citou que, em 2018, 20,3% dos eleitores do País não votaram, o maior percentual dos últimos 22 anos. Essa porcentagem corresponde a quase 30 milhões de eleitores brasileiros que não foram às urnas. Na opinião de Agostinho Patrus, esse dado também justifica a parceria com o TRE-MG e a necessidade de se realizar uma campanha estadual de incentivo ao voto.

Uma das iniciativas para garantir a estrutura necessária às eleições deste ano foi a criação do projeto Parceiros da Democracia, ao qual a ALMG também vai aderir, para fazer frente à situação adversa trazida pelo coronavírus. Já fazem parte dessa iniciativa o Governo de Minas, a Cemig, o Tribunal de Justiça e o Tribunal Regional do Trabalho, além da Justiça Federal.

O desembargador Alexandre Victor relatou que 96 caminhões rodaram mais de 70 mil quilômetros no estado para entregar materiais necessários ao pleito. Além das urnas eletrônicas, também foram distribuídas máscaras, protetores faciais de acrílico, álcool e adesivos para marcação de filas.

O presidente do TRE-MG também lembrou que o uso de máscara é obrigatório nas eleições e orientou que cada um vá sozinho e leve sua caneta no dia do pleito para assinar o caderno de votação e, ainda, que respeite o distanciamento social.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário