10 de outubro, de 2020 | 09:30

Parque Ipanema passa a contar com Patrulha Família no Parque

Alex Ferreira
A Patrulha Família no Parque funciona diariamente com o objetivo de fazer a vigilância do patrimônio públicoA Patrulha Família no Parque funciona diariamente com o objetivo de fazer a vigilância do patrimônio público

Quem frequenta o Parque Ipanema já percebeu uma patrulha de vigilância que realiza uma ronda diariamente pelo espaço recreativo e de lazer de Ipatinga. É a Patrulha Família no Parque, um projeto da Secretaria de Segurança e Convivência Cidadã, implantado recentemente pela Prefeitura de Ipatinga.

Tradicionalmente, o Parque Ipanema é utilizado para prática de esportes e eventos culturais. No entanto, com a retirada das antigas barraquinhas, a revitalização e construção dos quiosques, o local passou a receber um público ainda maior, tornando-se um espaço mais atrativo para as famílias, frequentadores e turistas. A movimentação é ainda maior nos fins de semana, já que o Parque é amplo, aberto, dotado de pontos de sombra e proporciona momentos de bem-estar para todos, como piqueniques e encontros familiares.

Dotada de um veículo e outros equipamentos, a Patrulha Família no Parque funciona diariamente com o objetivo de fazer a vigilância do patrimônio público, bem como auxiliar os frequentadores do local no que for necessário, buscando o reforço na segurança da comunidade. Com a implantação do serviço, a Patrulha Família no Parque, que está caracterizada, passa a ser mais um instrumento de vigilância.

De acordo com a Polícia Militar, no período de janeiro a setembro de 2019 e o mesmo intervalo de 2020 houve uma queda de 36% nos crimes contra o patrimônio em Ipatinga. “O policiamento da PM é realizado de forma preventiva e repressiva, quando necessário. No último ano, percebeu-se uma queda considerável de ocorrências de crimes como furtos e roubos. Hoje a gente vê claramente a sensação de segurança nas pessoas que passaram a frequentar o Parque Ipanema de forma mais assídua e tranquila”, avalia Ednilson Caldeira, secretário de Segurança Pública e Convivência Cidadã.

Diante de qualquer situação estranha ou suspeita, as pessoas podem acionar a Polícia Militar ou até mesmo procurar pelos vigilantes da Patrulha, que irão atender as necessidades de acordo com a demanda.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Bom

10 de outubro, 2020 | 15:32

“O ser humano e de causar vergonha a Deus, nem policia era pra existir, bastasse seguir ensinamentos cristãos e respeito ao próximo.
O custo da viatura e dos guardas poderiam ser trocados por animadores, palhaços brindes para as crianças e etc.
Infelizmente o ser humano de má fé fazem os rumos serem outros.”

Envie seu Comentário