08 de outubro, de 2020 | 17:52

Cruzeiro é excluído do Profut

O Cruzeiro foi excluído do Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro, o Profut. A decisão da Autoridade Pública de Governança do Futebol (Apfut) foi publicada pelo jornal O Globo. A maioria votou pela exclusão definitiva do clube. Desta forma, o Cruzeiro não terá a opção de parcelar dívidas fiscais em longo prazo (20 anos).

O Cruzeiro perdeu o benefício de participar do Profut no início de 2020, depois de atrasar o pagamento de seis parcelas de dívidas fiscais. Em abril, sob administração do conselho gestor, o Cruzeiro obteve liminar para retornar ao Profut. Entretanto, a medida foi derrubada pela Justiça de Minas Gerais em julho e, desde então, a União intensifica os pedidos para bloquear ativos e bens do clube, com o propósito de receber um crédito total de quase R$ 330 milhões.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário