08 de outubro, de 2020 | 10:16

Queimada atinge área verde e ameaça chácaras em Santana do Paraíso

Divulgação CBMMG
Queimada atingiu área de preservação e passou a ameaçar chácaras, em Santana do Paraíso Queimada atingiu área de preservação e passou a ameaçar chácaras, em Santana do Paraíso

Com previsão de temperatura voltar a passar de 40 graus, o Vale do Aço ainda sofre com as seguidas queimadas de áreas verdes.

Na noite de quarta-feira, uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada por causa de uma queimada à margem da Estrada da Cascalheira, no bairro Jardim Vitória, em Santana do Paraíso.

Conforme relatório do Corpo de Bombeiros as chamas, que queimavam a vegetação em área de difícil acesso, saltaram para uma área de chácaras, o que demandou a atuação dos bombeiros.

“As guarnições combateram vários focos do incêndio florestal com o uso de linhas de combate com mangueiras de 1,5 polegada e combate direto com abafadores e bombas costais, buscando eliminar os riscos às residências locais”, informa o relatório do CBMMG.
Enviada por leitor
Incêndio atingiu encosta bem perto de residências, no bairro Ideal, na noite de terça-feira Incêndio atingiu encosta bem perto de residências, no bairro Ideal, na noite de terça-feira

Bairro Ideal

Na noite de terça-feira para quarta outro incêndio atingiu uma área de preservação no bairro Ideal, o que também demandou o trabalho dos Bombeiros Militares. As chamas queimaram pastagens e uma mata em uma área de propriedade da Usiminas.

A sequência de queimadas próximas à área urbana das cidades do Vale do Aço tem agravado a situação que a região enfrenta, com uma onda de calor acima dos 39 graus. Na quarta-feira, às 15h30 a estação meteorológica do IFMG, localizada no bairro Veneza registrou 40,17 °C.

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Zoio de Zoiar

08 de outubro, 2020 | 16:50 Resposta

“Amazônia ? Pará ? Pantanal ? Não. È Vale do Aço mesmo. Preocupam com esses lugares todos, mas fazem o mesmo aqui e ficam como se fosse algo recorrente como o Natal e Ano Novo, como se todo ano tivesse que acontecer isso. Se você quiser mudar o mundo, comece arrumando a sua cama, seu quarto e cuidando de algo mais próximo a nós mesmos. e lembre-se que se todos quisermos, poderemos fazer deste país uma grande nação?.”

Jane

08 de outubro, 2020 | 15:02 Resposta

“Conheço uma mata que preservada porque todos os anos nos períodos próximos a época de queimadas é molhada, sim molhada.
Outra coisa é inteligência policial para coibir... se pensarmos que por fogo é crime ambiental, todo ano tem e nos mesmos lugares... porque não acionar a inteligência investigativa e também fazer uma espécie de campana para enquadrar os incendiários e piromaníacos?
Definitivamente essas campanhas chochas e sem abordagem psicológica realistas não vão funcionar para reduzir crimes contra plantas e animais.
Sim, nestes lugares secos tem plantas e animais... que morrem dolorosamente e lentamente pela fumaça, calor e queima lenta de seus corpos.”

Jane

08 de outubro, 2020 | 14:47 Resposta

“Tenho a impressão que as pessoas assistem anestesiadas ao inicio do fogo... das últimas vezes que liguei para os bombeiros o comentário do outro lado..."tem casa perto?", "não é só pasto queimando?"... "mas nenhum outro morador da área ligou..."
Ou seja, descubro que preocupo com pessoas aparentemente despreocupadas, alienadas e que nem se comovem em pensar na quantidade de animais que terão morte lenta e dolorosa, muito dolorosa... já apareceram alguns para beber água em casa de conhecidos, patinhas queimadas, acabam morrendo em sofrimento e por falta de socorro. Fora que algumas pessoas ainda tocam os pobres seres.
Resumo: só chamam bombeiros quando estão com as casas em risco iminente.
E no dia que os bombeiros estiverem tão ocupados que não consigam salvar sua casa?
Porque as pessoas não se mobilizam para ligar quando fogo ainda não está descontrolado? Mistério entender tanta falta de visão de causa e consequência.”

Envie seu Comentário