30 de setembro, de 2020 | 14:13

Protocolo sanitário para volta presencial às aulas em Minas é divulgado

Divulgação/SES-MG
Secretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, apresentou o protocolo em coletiva de imprensaSecretário de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, apresentou o protocolo em coletiva de imprensa

O secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral, apresentou na coletiva desta terça-feira (29), o protocolo sanitário de retorno às atividades escolares presenciais, no contexto da pandemia de covid-19.

“A adoção de medidas de prevenção e controle é recomendada a todos, inclusive aos profissionais, aos responsáveis pelos alunos e aos próprios estudantes, promovendo assim um ambiente seguro. Dessa forma, a SES-MG entende que é preciso, minimamente, um tempo para que seja feita a estruturação de toda rede escolar com apoio psicossocial. É preciso fazer as adaptações necessárias, dando uma atenção especial para estudantes com deficiência e com condições de risco”, explicou Amaral.

Segundo ele, embora o documento já seja reflexo do esforço de abarcar todas as variáveis possíveis, serão feitas revisões e atualizações sempre que necessário, conforme demanda o dinâmico contexto apresentado pela pandemia.
O protocolo sanitário de retorno às atividades escolares presenciais traz definições como recomendações de inspeção sanitária para reabertura de escolas, critérios mínimos para retomada das aulas presenciais, orientações para os trabalhadores do ambiente escolar e metragem para o fluxo de entrada nas escolas.

Entre as orientações estão: aferir temperatura das pessoas na entrada da escola; distanciamento mínimo nas salas de aula de 1,5 metro; os professores devem mudar de sala, e não os alunos; evitar que vários alunos utilizem o banheiro ao mesmo tempo; os refeitórios devem ser utilizados com somente um terço da sua capacidade; fica suspensa a presença de funcionários que fazem parte do grupo de risco; pais ou responsáveis pelos alunos não devem cumprimentar pessoas fora de seu ambiente domiciliar; a família terá autonomia de levar ou não os filhos para a escola; os alunos deverão usar máscaras no transporte escolar, que deverão circular com metade da capacidade e oferecer álcool em gel; entre outras recomendações. O protocolo completo está disponível no site http://www.agenciaminas.mg.gov.br/.

Confira o protocolo: http://www.agenciaminas.mg.gov.br/ckeditor_assets/attachments/9436/secretario_-_protocolo_sanitario_aulas_publicacao_-_jp.pdf
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Cassio Freitas

30 de setembro, 2020 | 18:30

“Lá em casa esta batido o martelo, meus filhos não irão retornar as aulas este ano. eles estão fazendo aulas on line.
Com a educação falida como irão manter este protocolo?
Não existe controle nas escolas e fora delas, não creio que seja viável a volta este ano. se tudo se controlar deve se iniciar no próximo ano letivo”

Samuel Pereira

30 de setembro, 2020 | 15:41

“Não acho q seja viável voltar com as aulas presencias não pois as crianças pequenas não irão aguentar ficar com máscaras o tempo todo estamos falando de escolas lugares onde toda a vida teve aglomeração pois e escola gente uma sala de aula onde tem trinta poucos alunos como irá suportar uma distância mínima de um metro e meio já estamos no final do ano acho q deveria aguentar esse resto de ano com as aulas virtuais o ano já basicamente acabou tenho três filhos pequenos que estudam e não acho q seria ima boa esse resto de ano voltar as aulas não
.”

Envie seu Comentário