25 de setembro, de 2020 | 16:18

Dnit libera tráfego de veículos em Roças Novas e Itabira, na BR-381

Divulgação Nova 381
Com a liberação, os motoristas precisam ficar atentos para as modificações de acesso a Roças Novas e Itabira Com a liberação, os motoristas precisam ficar atentos para as modificações de acesso a Roças Novas e Itabira

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informa que liberou, na quinta-feira (24), mais dois trechos de pistas e obras de arte especiais (OAEs) na BR-381, em Caeté e Bom Jesus do Amparo, dentro do lote 7 de obras. Com as liberações, os motoristas precisam ficar atentos para as modificações de acesso a Roças Novas e Itabira.

Em Bom Jesus do Amparo, o Dnit liberou a segunda pista elevada sobre a Passagem Inferior (PI) de acesso a Itabira, no km 398,3. O tráfego de veículos seguia em pista simples sobre a passagem após a liberação do segmento de pistas duplicadas, no intervalo entre o trevo de Itabira e o trevo de Bom Jesus do Amparo, feita em agosto passado. Agora, as quatro faixas de rolagem (duas pistas) estão liberadas sobre a passagem.

Neste ponto da rodovia federal, porém, ainda é preciso ter atenção para trabalhos construtivos que ainda seguem, alerta o Dnit. Os motoristas que trafegam de Barão de Cocais e João Monlevade para Itabira continuam pelo traçado antigo da rotatória (acesso provisório), próximo ao posto de combustíveis. Para os demais acessos, deve-se seguir a sinalização rodoviária instalada.

Já no km 419,4, em Roças Novas, município de Caeté, o Dnit fez a liberação da Passagem Superior (PS) projetada para este trecho, além da nova rotatória de acesso a Taquaraçu de Minas. Aqui, o tráfego de veículos segue pelo vão inferior, sendo que a passagem elevada serve para o trânsito local, manobra de retorno e acesso ou saída de Roças Novas/Taquaraçu de Minas. Nesse trecho, a liberação de pista segue com tráfego em duplo sentido, para construção da segunda pista.

Com a liberação da PI de Roças Novas, o tráfego na rótula fica assim configurada: sentido Belo Horizonte – Roças Novas, o tráfego permanece pela pista antiga; Sentido Belo Horizonte – Taquaraçu de Minas, o motorista deve seguir até Roças Novas, virar à esquerda passando pela pista elevada da PI. Após, virar à esquerda e descer até o trevo de Taquaraçu de Minas; Sentido João Monlevade – Roças Novas, o motorista deve se manter à direita, acessando o ramo e, ao chegar a PI, virar à esquerda; Sentido João Monlevade – Taquaraçu de Minas, o motorista deve se manter à direita, no sentido Roças Novas e seguir até o trevo de Taquaraçu de Minas.

Apenas dois lotes

O trecho da BR-381 Norte possui 310 quilômetros e a obra de duplicação foi dividida em oito lotes. Desse total, apenas nos lotes 3, entre o trevo de Jaguaraçu e Nova Era e no lote 7, entre o trevo de Itabira e Nova União as obras evoluíram. O Dnit informou que liberou, em agosto, cerca 12,9 quilômetros de pistas duplicadas e obras de artes especiais (pontes e viadutos), que já podem ser utilizados na BR-381, trazendo mais conforto e segurança aos motoristas. Nas obras de duplicação da rodovia federal, os lotes 3.2 e 3.3 já foram concluídos pela autarquia. Com 28,6 quilômetros de extensão, o lote 3.1 apresenta 12,7 quilômetros contínuos de pista duplicada concluídos, incluindo o túnel Antônio Dias.

Os demais lotes da BR-381 também passarão por obras de duplicação, mas o processo será realizado por meio do programa de concessão desenvolvido pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Infraestrutura.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Flavio Cesar Araújo

26 de setembro, 2020 | 08:14

“Penso que está reportagem esquivou se pois no lote 3 existem ainda diversos trechos sem acabar com desvios que parecem de estrada de terra.
Lembro que a empresa suspendeu temporariamente as obras para conclusão de Caeté, segundo a mesma.
Não estou questionando o paralisação. Deve ter motivos orçamentários.
O que não dá pra ver diversos desvios mau feitos sem sinalização.
Ex. Na ponte de Sá carvalho, restaurante sombra e água fresca, abaixo do restaurante comida mineira antes da barragem da antiga Acesita.
Quem trafega ali sabe que estou falando.
Melhoras já as chuvas vem aí e fim de ano também onde o movimento de veículos aumenta.
Bom dia”

Envie seu Comentário