19 de setembro, de 2020 | 23:50

Cruzeiro é derrotado pelo CSA

Gustavo Aleixo/Cruzeiro
O Cruzeiro perdeu por 3 a 1 para o CSA, em MaceióO Cruzeiro perdeu por 3 a 1 para o CSA, em Maceió
O Cruzeiro perdeu para o CSA por 3 a 1 na noite deste sábado (19), no Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

O lateral-esquerdo Matheus Pereira marcou o gol da Raposa, que volta a campo na próxima sexta-feira, às 21h30, contra o Avaí, no Mineirão.

A partida

O Cruzeiro começou bem no jogo, com mais posse de bola e buscando sempre o ataque. Logo no primeiro minuto, em uma jogada pela direita, Airton quase abriu o marcador, em um chute forte na trave, após passe de Régis.

Pouco tempo depois, Jadsom recuperou a bola no meio e tocou para Régis, que chutou colocado, nas mãos de Matheus Mendes.

O time da casa que saiu na frente do placar, aos 11 minutos, com o zagueiro Cléberson desviando, de cabeça, escanteio cobrado pelo ex-cruzeirense Diego Renan.

A Raposa não se abateu com o gol e só não empatou por causa de importante defesa de Matheus Mendes, após chute forte de Jean, de fora da área. Mas, aos 28, em falta cobrada pela direita, Rafinha cruzou para área e o zagueiro Alan Costa, também de cabeça, marcou o segundo do CSA.

Com o placar bem favorável, a equipe da casa se fechou ainda mais na defesa, tentando segurar as investidas do Cruzeiro, que, mesmo assim, conseguiu chegar com perigo ao ataque mais três vezes no primeiro tempo.

A primeira delas em um chute forte de Matheus Pereira, que Matheus Mendes defendeu, a outra em uma finalização de Airton, que resvalou na zaga e saiu à escanteio e a terceira em outra batida de Matheus Pereira, acima do gol.

Segundo tempo

A etapa final começou bem movimentada, com a Raposa em busca da virada e o CSA explorando os contra-ataques, como na jogada que culminou em finalização de Paulo Sérgio e grande defesa de Fábio.

O Cruzeiro respondeu com chutes de Régis e Matheus Pereira, mas Matheus Mendes defendeu ambos.

Sobrando em campo, o garoto Matheus Mendes diminuiu aos 22 minutos. Revelado pela base cruzeirense, o lateral esquerdo recuperou a bola no meio, tabelou com Roberson e chutou cruzado, sem chances para o goleiro adversário.

Aos 26, Pedro Júnior cruzou para a área e Pedro Lucas, de cabeça, fez o terceiro da equipe alagoana.

Aos 29, Rodrigo Pimpão recebeu o segundo cartão amarelo por falta em Matheus Pereira e foi expulso da partida.

Com um jogador a menos em campo, o CSA, que já jogava recuado, conseguiu segurar o ataque do Cruzeiro, que chegou à frente com perigo mais uma vez, novamente em chute de Matheus Pereira, nas mãos de Matheus Mendes.

FICHA TÉCNICA

CSA 3 X 1 CRUZEIRO
Motivo:10ª rodada do Campeonato Brasileiro - Série B
Data: 19/09/2020 (sábado)
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha-RJ (CBF-AB)
Gols: Cléberson, aos 11 min., e Alan Costa, aos 28 min. do 1º tempo; Matheus Pereira, aos 22 min., e Pedro Lucas, aos 26 min. do 2º tempo

CSA: Matheus Mendes; Diego Renan, Alan Costa, Cléberson e Rafinha; Márcio Araújo, Geovane e Yago (Marquinhos); Pedro Júnior (Cedric), Rodrigo Pimpão e Paulo Sérgio (Pedro Lucas). Técnico: Adriano Rodrigues.

Cruzeiro: Fábio; Rafael Luiz (Roberson), Léo, Cacá e Matheus Pereira; Jadsom (Thiago), Jean, Mauricio e Régis; Airton (Filipe Machado) e Arthur Caike (Daniel Guedes). Técnico: Ney Franco.

Cartões amarelos: Pedro Júnior e Pedro Lucas (CSA); Filipe Machado (Cruzeiro)
Cartão vermelho: Rodrigo Pimpão (CSA)
(Com informações: Site oficial do Cruzeiro)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Joseph

20 de setembro, 2020 | 14:49

“O time do Cruzeiro está todo ruim, essa defesa é muito fraca, o Cacá não sabe marcar e não ganha uma bola no alto, quando tem a bola no pé, só toca pro colega do lado, ou pro goleiro, é fraco, tem de ir pro banco. Os jogadores de frente, tem de aprender, treinar chutes a gol, só chutam pra fora. Com esse time jogando como está, esse ano não sobe não. Vamos Cruzeiro, o maior de Minas (4 brasileiros, 6 copas do Brasil e 2 libertadores).”

Envie seu Comentário