PCB de Ipatinga registra candidatos a vice, prefeito e vereadores

Diego Arthur e Bruno Anastácio enviaram à Justiça Eleitoral o plano de governo

Bruna Lage


Registros de candidaturas podem ser conferidos por cidadãos, no site do TSE

Os bastidores das eleições municipais seguem movimentados em Ipatinga. Apesar de o prazo para as convenções ainda estar em aberto, o PCB enviou à Justiça Eleitoral o nome de seus candidatos a vice-prefeito e prefeito, Diego Arthur e Bruno Anastácio, respectivamente, além dos nomes que concorrerão ao cargo de vereador. Este foi o primeiro partido da cidade a oficializar o quadro que fará parte da disputa do dia 15 de novembro, conforme pode ser verificado no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Todos os registros aguardam o julgamento, como de praxe no processo eleitoral.

Dentre os pontos previstos no plano de governo “Por uma Ipatinga Camarada”, Diego e Bruno apontam o que pretendem fazer, caso sejam eleitos. Na educação, o objetivo é combater o processo de privatização da educação básica; defender a escola e universidade pública, estatal, laica, gratuita e de alta qualidade, não sexista, não racista e não homofóbica, sensível à diversidade de gênero e que atenda às demandas populares e o desenvolvimento nacional. Também vislumbram a criação dos Conselhos Populares de Educação, por um Conselho Popular Deliberativo. Querem modificar a composição do conselho, acabar com a paridade e com as indicações do poder Executivo municipal, promover as eleições diretamente nos bairros, distritos e comunidades, com a mais ampla participação popular.

Sobre trabalho e renda, o plano aponta como meta a criação de empresas públicas municipais e controle popular das empresas públicas e autarquias municipais de transportes, saneamento, água, energia elétrica, tecnologia da informação, coleta de lixo e expansão dos serviços sociais; querem, ainda, fortalecer os sistemas públicos de educação, saúde, transportes e garantir universalização do acesso ao serviço gratuito e de qualidade, com melhoria dos salários e das condições de trabalho; elaborar programas de geração de emprego e renda e serviços públicos de qualidade, tais como obras públicas com fiscalização direta da população e construção de moradias, ampliação das redes de saúde e educação, recuperação de prédios e instalações dos municípios.

Cultura

Outro ponto levantado no plano visa à criação de uma agência reguladora da publicidade, pública, sem vínculos com a indústria, com ampla participação popular, contrária a objetificação e mercantilização das pessoas, principalmente mulheres e crianças; criação de uma rede pública de comunicação social e ampla.

Liberdade para partidos e organizações populares desenvolvam livremente seus meios de informação; promover a diversidade cultural, com especial atenção aos indígenas, quilombolas, povos de terreiro, griôs, LGBTs e mulheres, possibilitando maior visibilidade a grupos que lutam para se afirmar simbolicamente. Além disso, pretendem criar programas de fomento para revelação dos e das artistas, autores, autoras, grupos e de formação de público, garantindo acessos amplos aos mais diversos gêneros de música, dança e artes plásticas. São alguns dos pontos trazidos no plano de governo, que pode ser consultado por qualquer cidadão, no site do TSE.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Bruno 14 de setembro, 2020 | 19:12
O PCB é um partido sólido, construído popularmente seu projeto parar 2020, um partido organizado de luta, me sinto mais do que seguro e representado pela chapa majoritária e pela chapa proporcional, é isso aí PCB Ipatinga ousar lutar.
Mariana 13 de setembro, 2020 | 23:30
Muito feliz com essa candidatura e mais 15 de vereadores. O PCB vem construindo uma política de unidade na esquerda muito importante em Ipatinga, o Fórum em Defesa da Vida é um grande exemplo. Ser o primeiro partido a lançar candidatura demonstrar a maturidade, organização e preocupação em apresentar um trabalho sólido para Ipatinga! Parabéns também a Daniel Cristiano que reconheceu a necessidade de colocar peso na disputa do legislativo com mais 14 candidatos. E ainda apresentam dois jovens que vêm das lutas para a política institucional! Decisão muito acertada! Ansiosa pelo dia 15 de novembro! Ipatinga nunca mais será a mesma, o PCB já faz história!
Paulinha Bomre 13 de setembro, 2020 | 12:17
Daniel e esse pcb parece que gosta de perder eleição véi! Pelamordedeus, parece que fazem isso só pra fortalecer o nardielo. Só pode ser, não tem outra explicacao. Os cara parece que é funcionario da direita, só pode.
Victor 13 de setembro, 2020 | 12:15
Rumo a uma cidade justa pra todas e todos, rumo a fé e esperança que dias melhores viram Ipatinga! É o melhor partido do mundo ??
Frustrado 13 de setembro, 2020 | 12:12
Mais um erro estratégico do Daniel Cristiano. Infelizmente não vai eleger nenhum vereador, nem ninguém. Estou cansado de votar nas aventuras do Daniel, toda eleição é a mesma coisa. Ao invés de fortalecer uma frente de esquerda, unificar em torno de um coligação com o João Magno, Robinson Aires ou qualquer outro de esquerda com chances, registraram candidatura às pressas na loucura. Lamento, mas dessa vez vc perdeu meu voto de vez Daniel.
Tuani 12 de setembro, 2020 | 23:32
Parabéns ao PCB e ao Diego Arthur e Bruno Anastácio! Uma proposta de programa de governo muito sólida, reflexo da construção coletiva que o partido vem desenvolvendo há mais de uma década! Vida longa ao PCB!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO