Área de Saúde de Timóteo abraça campanha Setembro Amarelo

Divulgação


Campanha de prevenção ao suicídio é adotada por unidades de saúde

As Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Timóteo abordaram a Prevenção ao Suicídio com mensagens de esperança e otimismo, como parte das ações do Setembro Amarelo. Cartazes preparados pelos agentes de saúde e enfermeiros estimulam a pessoa a pedir ajuda. “Você não está sozinho”, descreve um deles.

A psicóloga Flaviane Cristina Souza, que trabalha com Terapia Cognitivo Comportamental, alerta para os pedidos de socorro que uma pessoa pode apresentar e, muitas vezes, passam despercebidos pelos familiares e amigos. As queixas do paciente podem ser menosprezadas e subestimadas quando tornam-se recorrentes.

“É preciso estar alerta para manifestações do tipo: eu preferia estar morto ou ainda, sou um perdedor e um peso para os outros; eu queria dormir e nunca mais acordar. Pensamentos e sentimentos de querer acabar com a própria vida podem ser insuportáveis para quem os têm e são muito doloridos. Compreender a dor do outro não é fácil”, explica a psicóloga.

Ela lembra que existem outros sinais como perda de interesse por tarefas comuns, irritabilidade, sentimento de estar sufocado e aumento do uso de álcool e drogas. “A agressividade, o isolamento da família, o sono exagerado ou dormir pouco também são sinais que precisam ser levados em consideração pelos familiares e amigos. Sentimentos de menos valia, falta de confiança em si mesmo, falta de concentração, distúrbios do apetite e perda de esperança no futuro são sintomas de depressão”, acrescenta Flaviane.

Para a terapeuta, o mais importante nestes momentos é não julgar a pessoa e não achar que é besteira. “Não dê sermão. Escute a pessoa sem menosprezar seus sentimentos. Converse de forma direta e estimule a pessoa a aceitar ajuda de um profissional. Não só adultos, mas crianças também cometem suicídio. Qualquer gesto de auto violência, em qualquer idade, deve ser considerado com seriedade”, completa Flaviane.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO