Dupla criava perfis falsos no Facebook para extorquir

Caso começou a ser investigado em Caratinga e resultou na prisão de duas pessoas, uma na Bahia e outra no Espírito Santo

José Horta


Com prisão decretada pela Justiça, dupla que extorquia vítimas via Facebook foi presa no Espírito Santo e na Bahia e transferida para Caratinga

A Delegacia da Polícia Civil de Caratinga cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão nas cidades de Montanha, Norte do Estado do Espirito Santo e em Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia, contra indivíduos que aplicavam golpes via internet.

Um homem e um transexual criavam perfis falsos, atraíam vítimas, faziam cópias de conversas comprometedoras e depois extorquiam as vítimas sob ameaça de divulgar as conversas e fotos.

Conforme nota da PCMG, as investigações tiveram início quando pessoas denunciaram ao Ministério Público Estadual que eram vítimas do crime de extorsão, principalmente por meio do Facebook.

Os casos eram apurados havia dois meses e a Polícia Civil apurou que os autores eram dois indivíduos que residiam na cidade capixaba de Montanha.

Com uma ação articulada entre policiais civis de Minas Gerais e do Espírito Santo, os autores foram identificados e contra eles foram expedidos mandados de prisão.

A investigação da PCMG apurou que os criminosos criavam perfis falsos na na mídia social Facebook, usando fotos de mulheres atraentes. A partir daí, iniciavam conversas amorosas com as vítimas, homens e mulheres.

De posse das cópias das conversas, os bandidos passavam a extorquir as vítimas, ameaçando em divulgar as supostas conversas para familiares e as pessoas relacionadas à sua profissão.

Os valores arrecadados pelos bandidos ultrapassavam a quantia de R$ 15 mil. Em um dos casos foi feito o bloqueio judicial de uma conta bancária.

Em nota, a Polícia Civil de Minas Gerais alerta que os crimes cibernéticos não ficarão impunes e que tem atuado no sentido de combate-los.

Prisão na Bahia

Um dos investigados foi preso na cidade de Teixeira de Freitas, no Sul da Bahia. A prisão ocorreu por acaso, por homens do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto), da Polícia Militar do Estado da Bahia.

Uma equipe de policiais atuava no patrulhamento ostensivo quando suspeitou da atitude de um indivíduo, um transexual que caminhava por uma avenida.

Ao abordá-lo e identificá-lo, os policiais verificaram que havia um mandado de prisão expedido pela Justiça da Comarca de Caratinga, em Minas Gerais, contra J.J.G., de 32 anos, que na hora da abordagem apresentou o nome social feminino F.J.G. Recolhido ao sistema prisional ficou à disposição da Justiça de Minas Gerais e foi transferido para Caratinga, na companhia do comparsa preso em Montanha (ES).


Presos por extorsão no ES e BA são transferidos para Caratinga

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jaime 14 de setembro, 2020 | 09:31
parabéns a policia ai mim pergunto pq policia nao prende estes bandidos que ficam tanto golpe na OLX.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO