Intervenção emergencial busca salvar peixes na lagoa do Parque Ipanema

Polícia de Meio Ambiente foi acionada e amostras da água foram recolhidas para exames; peixes estão com dificuldade de absorver oxigênio

Reprodução de vídeo


No começo da manhã foram lançados jatos de água de dois caminhões pipa para oxigenar a água

Uma equipe técnica da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente de Ipatinga foi deslocada para o lago do Parque Ipanema, na manhã dessa quarta-feira (9), para colher amostras da água. A providência foi tomada após os usuários do parque visualizarem dezenas de peixes tentando absorver o oxigênio na flor d’água.

Havia suspeita de crime ambiental com a contaminação da água do local, onde vivem várias espécies de peixes. Exames vão indicar se houve ou não contaminação. Entretanto, o envenenamento foi descartado pela Polícia de Meio Ambiente.

A outra possibilidade é que, com o aumento do calor essa semana, como já ocorreu nos anos anteriores, o nível de oxigênio da água do local tenha caído à condição crítica.

Soma-se a essa situação, o fato que esse ano não houve o evento “Pescando no Parque” promovido na Semana Santa, quando a pescaria na lagoa é aberta à população. Sem isso, pode ter ocorrido a superpovoamento de peixes na lagoa.

Detecção

Tudo começou nas primeiras horas da manhã, quando foi detectado que os peixes, de todas as espécies e tamanhos, estavam com dificuldade para absorver oxigênio da água e, por causa disso, passaram a emergir para a superfície. Havia uma concentração maior de peixes na parte da lagoa que fica próxima às quadras de esportes, onde há também um respirador oxigenando a água.

Um peixe de maior porte e um de menor tamanho foram encontrados mortos, o que reforça a suspeita de alguma intervenção criminosa no local.

"A lagoa está cheia, não falta água, os respiradores estão todos funcionando e agora estamos cuidando da vida da lagoa, pulverizando água com dois caminhões-pipa", explicou o prefeito Nardyello Rocha, que esteve no local, pela manhã, acompanhando o trabalho dos técnicos.

Aeração

Conforme a diretora do Departamento Municipal de Meio Ambiente, Núbia Fernandes, quando é identificado que há uma baixa no nível de oxigênio dissolvido na água é preciso tomar medidas para aumentar e disponibilizar esse oxigênio.

“A lagoa já tem alguns pontos de aeração. Desse modo, estamos instalando mais uma bomba, além das que já tem, para aumentar essa oxigenação e, além disso, nós viemos com alguns caminhões-pipa e abastecemos com mais água para gerar também esse movimento e essa oxigenação da lagoa. Portanto, são medidas emergenciais que nós já fizemos no primeiro momento, identificando a causa do problema, e já trazendo a solução, e as outras medidas adicionais virão mediante essa análise da qualidade da água”, explicou.

Alex Ferreira

Com dificuldades para absorver oxigênio, peixes de todos os tamanhos emergiram à flor d'água


Alex Ferreira

Concentração maior se deu no lado da lagoa nas proximidades das quadras e esportes
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Pescador 11 de setembro, 2020 | 10:25
Manda um pouco pra lagoa Silvana. Lá tá precisando.
Uelton 09 de setembro, 2020 | 16:15
Gente,tem que ficar atentos com essa molecada,bando de noiados que ficam aí de madrugada se prostituindo e usando drogas, tem um pessoal gravando vídeos dentro dessa lagoa e colocando nas redes sociais,absurdo,mas se a corda arrebentar,vão querer culpar moradores de rua que aí ficam,e não é de interesse de quem mora na rua destruir o ambiente que eles vivem,pensem nisso!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO