Três carros são incendiados no bairro Ana Rita, em Timóteo

Bandidos ainda não foram localizados

Uma ocorrência atípica foi registrada na madrugada de domingo (6), no bairro Ana Rita, em Timóteo, onde três veículos foram incendiados num curto espaço de tempo, nas ruas Hungria e Grécia. As vítimas N.S, de 66 anos, A.R.C, de 38 anos e K.M.C, de 39 anos relataram à PM que ouviram a explosão e, em seguida, constataram as chamas.

Na rua Hungria, a PM encontrou um Chevrolet Celta, cor prata, que foi alvo de incêndio aparentemente criminoso. O proprietário relatou ter escutado um barulho semelhante a uma explosão e que, ao sair para verificar o que era, constatou que seu veículo estava pegando fogo. O homem recebeu ajuda de vizinhos para conter as chamas. Com o barulho as pessoas também saíram de suas casas para verificar o que ocorria na rua.

Após alguns minutos, a equipe da PM recebeu um novo chamado, informando que na mesma rua, a poucos metros da primeira ocorrência, havia outro veículo em chamas, e que vizinhos do proprietário, ao perceberem a situação, acionaram o Corpo de Bombeiros. A equipe compareceu ao local e controlou o fogo. Em seguida, na rua Grécia, um terceiro veículo, uma VW Saveiro, também foi alvo da ação criminosa.

Militares do Corpo de Bombeiros relataram ter deparado, por duas vezes, com um veículo modelo Corsa, tipo sedan, cor prata e com anúncio "vendo" no para-brisas dianteiro, sendo que outras testemunhas presentes no local e que não quiseram se identificar, também disseram ter visto um veículo com estas mesmas características, com dois indivíduos. Um deles pardo, cabelos escuros e forte e outro individuo no banco do carona, branco e magro, com cabelos escuros.

Uma testemunha informou que por volta de 2h15, passou pela avenida Acesita, próximo a um posto de combustíveis e visualizou um veículo com estas características parado, a cerca de 20 metros do posto, com um homem no banco do carona.

Ao passar próximo ao posto percebeu que havia um homem alto, pardo, cabelos escuros de posse de um galão de combustível, mas não acionou a polícia por parecer se tratar apenas de um cidadão comprando combustível.

No local ficou constatado que um cliente alegou que seu carro tinha acabado o combustível e comprou R$ 8,01 de álcool, combustível que foi colocado em um galão. A polícia ainda apura informações que levem ao autor dos atentados.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO