Jovem vende celular e recebe notas falsas, no Centro de Ipatinga

Um jovem de 21 anos recebeu R$ 1.400 em notas falsas após vender seu celular para um desconhecido, no Centro de Ipatinga. A vítima só descobriu que havia sido enganada quando tentou comprar um notebook com as cédulas recebidas.

Conforme a vítima, ela divulgou seu Iphone 6S Plus em uma página nas mídias sociais com o intuito de vender o aparelho. Uma pessoa, com o nome de “Moretti Carlos”, se interessou pelo celular e marcou de encontrar com a vítima na quarta-feira passada (12), no Centro de Ipatinga. O jovem de 21 anos também relatou para Polícia Militar que havia um outro indivíduo que fazia contato por telefone, dizendo ser o pai do interessado pelo celular.

Quando chegou o dia da venda, a vítima encontrou com o comprador e recebeu dele a quantia de R$ 1.400, em espécie. Ao todo, foram recebidas 9 notas de R$ 100, 4 notas de R$ 50 e 15 notas de R$ 20. Após conferir a quantia, a vítima entregou o celular para o autor, com os fones de ouvido, uma capa original e um carregador. No entanto, nesta sexta-feira (14), a vítima decidiu comprar um notebook, em uma loja, com as cédulas recebidas, e descobriu que eram falsas. Diante disso, ela acionou a Polícia Militar, que está em busca do autor do crime, que tem aproximadamente 1,80 de altura e idade entre 20 e 25 anos.

Outro caso
No dia 4 deste mês, a Polícia Militar registrou outra ocorrência envolvendo notas falsas de dinheiro. Um jovem de 18 anos, morador do bairro Vila Celeste, em Ipatinga, anunciou para venda seu notebook em uma página das mídias sociais. Uma pessoa com o nome de "Moretti Carlos” entrou em contato com o jovem e demonstrou interesse pela compra do notebook. Nesse mesmo dia, o comprador foi até a casa da vítima e pagou o valor de R$ 700 pelo notebook, com 7 notas de R$ 100, das quais uma era legítima e o restante eram falsas.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO