Motoristas são alertados sobre prioridade dos veículos de socorro e batedores

Divulgação


Dnit alerta para os cuidados que condutores precisam ter na rodovia

Os usuários da BR-381, em obras de duplicação, devem atentar para a preferência de espaço para tráfego feito por veículos de prestação de socorro, atendimento policial, patrulhamento ou escolta com batedores. Esse tipo de transporte tem prioridade sobre o fluxo de longo curso, nas pistas duplicadas, desvio e, também, nas vias laterais, onde circulam os pedestres e o tráfego local. O alerta é do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).
A disposição de espaço para trânsito desse tipo de veículos é assegurada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e é estendido para todos os tipos de vias públicas ou espaços privados. Pelo artigo 29 do código, os veículos seguidos de batedores terão prioridade de passagem, respeitadas as demais normas de circulação.

Já os veículos destinados a socorro de incêndio e salvamento (ambulâncias, caminhões do Corpo de Bombeiros), os de polícia (Polícia Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal), os de fiscalização e operação de trânsito (Dnit, ANTT) e as ambulâncias (Samu, SUS, secretarias municipais de Saúde), além de prioridade de trânsito, têm livre circulação em estacionamento e paradas. Isso quando em serviço de urgência e sempre identificados pelo alarme sonoro e iluminação vermelha intermitente.

Os motoristas e pedestres na BR-381 devem observar que, quando os dispositivos de alarme sonoro estiverem acionados, indicando a proximidade dos veículos de resgate, policiamento ou batedores. Nessa hora, todos os condutores deverão deixar livre a passagem pela faixa da esquerda, indo para a direita da via e parando, se necessário. Além disso, os pedestres deverão aguardar nas calçadas ou equipamentos de travessia segura (passarelas e passagens inferiores) e só cruzando as vias lindeiras quando o veículo já tiver passado pelo local, aponta o Dnit.

Os prestadores de serviços para urgências ou emergências somente poderão usar dispositivos de alarme sonoro e de iluminação vermelha intermitente quando estiverem em prestação de socorro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Mauricio Costa 10 de agosto, 2020 | 18:21
Já vi de tudo, motoristas que não dão preferência a veículos de emergência e permanecem na faixa da esquerda, inclusive, abaixo da velocidade máxima permitida, já vi carro do Corpo de Bombeiro ter que ultrapassar pela direita porque algum motorista não deu prioridade, carro de polícia com sirene e luzes de emergência ligados e o mau motorista não sair da frente e principalmente motoristas em baixa velocidade que desconhecem a terceira faixa para veículos mais lentos. Tanto na 381 quanto na BR-116. Em resumo, muitos motoristas no Brasil precisam urgente de uma reciclagem. Tem que melhorar muito. Não que eu seja perfeito ao dirigir, mas que tem muito roda dura aí, incapaz de dirigir até vídeo game, isso tem.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO