Temer aceita convite e vai chefiar missão do Brasil de ajuda ao Líbano

Ex-presidente, que é filho de libaneses, foi convidado por Bolsonaro durante conferência com líderes internacionais realizada neste domingo

Agência Brasil / Arquivo


Em nota, Temer, que é filho de libaneses, disse estar "honrado com o convite". Segundo ele, assim que o ato for publicado no Diário Oficial da União, "serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa"

O ex-presidente da República, Michel Temer, vai chefiar a missão de ajuda humanitária brasileira ao Líbano, atingido por uma explosão em sua capital, Beirute, na semana passada.

O convite foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro neste domingo durante conferência com outros líderes mundiais organizada pelo presidente francês Emmanuel Macron.

Em nota, Temer, que é filho de libaneses, disse estar "honrado com o convite". Segundo ele, assim que o ato for publicado no Diário Oficial da União, "serão tomadas as medidas necessárias para viabilizar a tarefa".

Veja também:
Embaixada do Líbano pede ajuda humanitária após explosão em Beirute

Bolsonaro expressou as condolências do governo e do povo brasileiro, lembrando que 10 milhões de libaneses e descendentes vivem no Brasil. "Tudo que afeta o Líbano, nos afeta como se fosse o nosso próprio lar", disse.

Segundo o presidente, o Brasil está provendo ajuda humanitária emergencial e enviará nos próximos dias uma aeronave da FAB com medicamentos e insumos de saúde reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil.

Também serão enviadas 4 mil toneladas de arroz por via marítima, para fazer frente à escassez de comida provocada pelos extensos danos ao porto de Beirute e aos silos que armazenavam grãos no local.Por fim, estão sendo realizadas conversas com o governo libanês para envio de equipe técnica multidisciplinar que ajude na perícia da explosão, afirmou Bolsonaro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Bacatão 11 de agosto, 2020 | 02:22
Bolsonaro, vai ganhar de novo ????????
Bolsonaro 10 de agosto, 2020 | 20:48
Bolsonaro acabou de fazer a merda final pra não reeleger se nunca mais, já não bastasse envolvimento com milicianos (bandidos que não vendem drogas, mas são muito piores que traficantes) agora se envolve com esse porco imundo. BOLSONARO NUNCA MAIS...
Joanas 10 de agosto, 2020 | 16:40
Este corrupto ganhou um cargo.isto quer dizer que bosonario e mal carater igual a ele.estamos com um presidente que pode afundar com muita gravidade o brasil.o pouco de confianca que o povo tinha la vai perdendo dia a dia.
Edvaldo 10 de agosto, 2020 | 15:11
Prometeu ajudar e envia uma bomba dessa pro líbano?
Boa Tarde 10 de agosto, 2020 | 14:05
Bosonario se juntando aos corruptos prometeu que nao faria isto.ganhou a eleicao agora juntou com os porcos sujos.
Zoio de Zoiar 10 de agosto, 2020 | 14:03
Na eleição um discurso, pós eleição outro. Muda o chefe do executivo, mas o modus operandi é o mesmo.
Soares 10 de agosto, 2020 | 13:09
qurm te viu quem te ver como ja diz a palavra de deus não ha um justo sobre esta terra chegou prometendo que não faria aliança com os corruptos e agora esta chamando eles para seu governo enganou direitinho o povo
Juca 10 de agosto, 2020 | 10:13
Este individuo deveria e estar preso e junto com ele lula aecio e outros.brasil e uma maravilha pra corrupto.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO