Governo fabricianense cria canal de denúncia de violência contra a mulher

Divulgação


Denúncia pode ser feita de forma anônima por aplicativo

A Secretaria de Governança de Assistência Social de Coronel Fabriciano apresentou nesta semana um novo canal para denúncias de violência contra mulheres. É o FABRI MULHER, um ícone do aplicativo eOuve em que a vítima pode se manifestar anonimamente.

Depois de baixar o aplicativo, basta clicar no botão FABRI MULHER e digitar informações preliminares para que a denúncia seja aceita, como se “está sendo abusada”, “sendo violentada” ou de outros atendimentos. Dentre as categorias há as opções: Denúncia, Doação, Elogio, Informação, Reclamação, Solicitação e Sugestão. Se optar por denúncia, o internauta deve descrever o acontecido, informar se possui deficiência, se quer manter sigilo e o local do abuso. A vítima ainda pode anexar fotos ou arquivos de texto e depois enviar, detalha a Secretaria.

“A campanha tem por objetivo oferecer às mulheres de Coronel Fabriciano mais um canal de denúncia, fácil e sigilosa para romper o silêncio e acabar com o ciclo de violência. As denúncias são triadas por uma servidora e encaminhadas para o Creas e Polícia Militar ou Civil dependendo da complexidade”, diz Letícia Godinho, secretária de Governança de Assistência Social.

Neste mês em que se comemora o “Agosto Lilás”, para alertar a sociedade contra a violência doméstica, a Secretaria elaborou vídeos, lives e uma campanha nas mídias sociais.

O banner digital traz a mensagem: “Moça! Finja que vai fazer uma solicitação na ouvidoria do município e denuncia violência ou abuso! Você não está sozinha! Estamos juntas!” Com este recado, a Secretaria se aproxima das vítimas e amplia as possibilidades de denúncia. A campanha tem o apoio da Polícia Civil, Polícia Militar e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A secretaria lembra que há também outros canais de denúncia como o 190, que em casos de urgência, garante socorro rápido à vítima.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO