Aves silvestres criadas irregularmente são apreendidas em Santana do Paraíso

Divulgação Polícia Militar de Meio Ambiente


As aves foram encontradas na casa de um homem denunciado

Uma denúncia anônima feita ao Disque Denúncia Unificado (DDU) 181 levou policiais militares do meio ambiente a apreenderem aves silvestres criadas de forma irregular, na avenida Minas Gerais, no bairro Industrial, em Santana do Paraíso. J.P.C., de 57 anos, estava com 13 pássaros silvestres, alguns sem anilhas, outros anilhados, mas com problemas e suspeitas de adulteração, conforme registrado pela PM no fim da manhã de quinta-feira (6).

Os PMs ambientais foram até a casa do denunciado onde ele confirmou que tem diversos pássaros, mas todos legalizados. J.P. autorizou a entrada dos policiais para averiguar a situação das aves. No terraço, vários canários-belgas foram avistados e todos legalizados para serem criados em cativeiros.

Por outro lado, em um quarto da casa foram encontrados 13 pássaros da fauna silvestre, dos quais, sete trinca-ferros e um sofreu sem anilhas. Estas oito aves não anilhadas foram avaliadas por profissional do Centro de Biodiversidade da Usipa (Cebus) e soltas em uma área de preservação ambiental.

As aves com anilhas apresentavam problemas, sendo dois sabiás-laranjeiras com indícios de adulteração nas anilhas. Os outros, apesar da identificação, não havia com o criador a relação dos pássaros criados legalmente, como é prevista pela legislação. J.P. foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil e ainda autuado (multado) pelos PMs em R$ 17.850. Os pássaros ficaram sob a guarda de J.P. (depositário-fiel) até a decisão da Justiça.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Maria 07 de agosto, 2020 | 20:35
Bicho não foi feito pra ser preso o homem erra tanto e não gosta d Sr preso nem limitado olha a reclamação de não pode isso ou aquilo por causa da pandemia ainda tem coragem de pegar um bichinho inofensivo indefeso e prendeu eu amo bichos mas amo eles na natureza nada de gaiola ou coleira no caso de cachorros fico triste quando vejo um animal na gaiola mesmo quem o prendeu tratando bem dele não falo dono porque ninguém e dono de passaros e quem ama não prende quem ama de verdade deixa livre e respeita e disso que o mundo tá precisando liberdade e respeito
Joanas 07 de agosto, 2020 | 15:08
Nao devia ter autorizacao pra passaro algum acabar com esta tal de anilha.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO