Ipatinga conta 116 óbitos por covid-19

A administração de Ipatinga confirmou, nesta quarta-feira (5), mais quatro óbitos decorrentes de complicações por covid-19. São dois pacientes do sexo masculino e dois do sexo feminino, três deles com idades abaixo de 60 anos. Duas das vítimas foram atendidas no Hospital Márcio Cunha (HMC), uma no Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM) e outra perdeu a vida enquanto era atendida pela Unidade de Suporte Avançado (USA) do SAMU. Com os novos registros, o número de mortes na cidade, pelo novo coronavírus, já soma 116.
Conforme o boletim epidemiológico divulgado no fim da tarde a cidade contava, até essa quarta-feira 6.011 casos confirmados de covid-19, dos quais, 5.462 pessoas já se recuperaram.

HMC
Uma paciente de 48 anos, moradora do bairro Vila Celeste, morreu no Hospital Márcio Cunha, onde foi atendida e teve teste positivo para a covid-19.

O homem que, mesmo assistido, morreu no HMC, tinha 57 anos, era morador do bairro Veneza e igualmente teve exame positivo para o novo coronavírus.

O Hospital Márcio Cunha assegurou que forneceu às famílias todas as informações quanto às causas das mortes e, de acordo com o protocolo recomendado pelo Ministério da Saúde, repassou as orientações quanto aos trâmites que deveriam ser seguidos nos sepultamentos.

Hospital Municipal
Uma mulher de 66 anos com exame positivo para a doença, moradora do bairro Bom Jardim, foi assistida pelo Hospital Municipal Eliane Martins, mas também acabou morrendo. Os familiares da vítima receberam as orientações protocolares quanto aos procedimentos para a realização do sepultamento, destacou o governo municipal.

SAMU
O quarto óbito é de um homem de 50 anos, morador do bairro Novo Cruzeiro. Ele era atendido pela Unidade de Suporte Avançado do SAMU e também teve o exame positivo para a doença. Os familiares também receberam todas as orientações quanto aos procedimentos para a realização do sepultamento.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

A Favor da Verdade 06 de agosto, 2020 | 12:57
Esse homem morador do bairro veneza que esta citado na reportagem não morreu de COVID. Ele esteve internado no HMC pois sofreu um infarto e precisou realizar 5 cirurgias de ponte safena, em decorrência disso ele veio a falecer. Lamentável a postura da administração de nosso município ............
Joanas 05 de agosto, 2020 | 18:06
Gente gente esta doenca nao estar facil muitissimo cuidado .

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO