05 de agosto, de 2020 | 14:37

Pacientes e profissionais da FSFX têm atendimento de médicos palhaços on-line

Divulgação
Instituto Hahaha se reinventou e segue levando alegria para crianças, adolescentes e profissionais da saúde durante a pandemia Instituto Hahaha se reinventou e segue levando alegria para crianças, adolescentes e profissionais da saúde durante a pandemia

Toc, toc, toc. Pedindo licença para entrar, os palhaços do Instituto Hahaha trazem alegria para pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde do Hospital Márcio Cunha, em Ipatinga, administrado pela Fundação São Francisco Xavier (FSFX). O atendimento dos médicos especializados em colocar o riso a serviço da vida acontecia desde o início do ano no formato presencial, mas, com o atual cenário da covid-19, foi necessário se reinventar e abrir janelas virtuais para disseminar afeto à distância, por meio das ações de Teleconsultas, Consultório Hahaha e do Canal Hahaha. As informações são da FSFX.

O projeto que tem o patrocínio da Usiminas e Drogaria Araújo por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e o apoio do Instituto Usiminas e da FSFX conta com uma dupla de artistas profissionais que são médicos palhaços.

Com as Teleconsultas, os pacientes agendam um horário e os palhaços ligam para receitar as mais inusitadas receitas besterológicas. Já no Consultório Hahaha, três vezes por semana os artistas estão de plantão para receber ligações e realizar o teleatendimento.

“O nosso grande desafio foi o de ressignificar o trabalho, criar formas de estar nas instituições sem estar. E é muito bom ver que mesmo à distância os pacientes continuam rindo com a gente”, ressalta a gestora artística Gyuliana Duarte.

As intervenções realizadas pelo Instituto promovem um tratamento especializado baseado no riso, contribuindo para a liberação de hormônios que geram prazer e bem-estar. “Esse é um trabalho que faz toda a diferença. A Fundação tem o foco na humanização dos atendimentos e, cada vez mais tem investido em boas práticas para promover o contentamento e satisfação dos pacientes em suas unidades”, confirma o Superintendente do Hospital Márcio Cunha, Bruno Nunes Ribeiro.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: [email protected]

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário