Homem é assassinado a tiros em Coronel Fabriciano

Família soube por meio de mensagens em grupos de WhatsApp que Magno Fernandes Soares havia sido assassinado

Reprodução


Vítima foi encontrada caída na área de antigo clube do Banco do Brasil, em Coronel Fabriciano

Duas pessoas são investigadas como suspeitas de uma execução, em Coronel Fabriciano. O crime foi registrado na rua Taguá, no bairro Potyra, onde foi assassinado Magno Fernandes Soares, de 37 anos. O corpo dele foi encontrado caído no meio do mato na área do antigo clube do Banco do Brasil, conforme apurou o Portal Diário do Aço.

Os nomes de dois suspeitos, um de 17 anos e outro de 23 anos foram levantados no trabalho feito pela Polícia Militar e são investigados.

Familiares souberam, por meio de mensagens que circularam no fim da tarde de segunda-feira (3), nos grupos de WhatsApp, que Magno havia sido assassinado e acionaram a polícia.

Uma equipe da PM adentrou à área indicada e, de fato, deparou-se com o corpo em uma escada de acesso aos banheiros do clube desativado. Uma irmã da vítima compareceu ao local e reconheceu o corpo.

A perícia da Polícia Civil constatou oito perfurações provocadas por disparos de arma de fogo, entre ferimentos de entrada e saída de projéteis.

No começo da noite a central de operações do 58º Batalhão recebeu diversas denúncias anônimas indicando quem seriam os autores do crime. Os nomes ainda são investigados.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Joao Menezes 04 de agosto, 2020 | 14:53
nem precisa falar quem sao os mandantes dos crimes nessa região ne, cadeia nao basta pra esses caras,.
enquanto essas porras nao morrerem nao vai ter lei na nossa cidade
Ooooooooooooo 04 de agosto, 2020 | 11:42
Ele era um coitadinho , só batia na mãe dele , roubava, era usuário de drogas , e por fim gostava de ficar mostrando as partes intimas .

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO