Jovens formados no projeto ''Ressignificando Vidas'' ganham certificado

Divulgação


O projeto visa qualificar profissionalmente jovens adolescentes em acompanhamento no serviço de medidas socioeducativas em meio aberto

A Secretaria de Governança de Assistência Social de Coronel Fabriciano e o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) promove nesta segunda-feira (3) a certificação dos jovens formados no projeto “Ressignificando Vidas”, do serviço de medidas socioeducativas em meio aberto do município. A informação foi divulgada pelo governo municipal.

O projeto já está na segunda edição. “O objetivo maior é possibilitar aos adolescentes serem sujeitos da própria história, qualificando, fortalecendo e promovendo a construção de novos projetos de vida”, afirma Letícia Godinho, secretária de governança de Assistência Social.

O “Ressignificando Vidas” foi planejado para qualificar profissionalmente jovens adolescentes em acompanhamento no serviço de medidas socioeducativas em meio aberto. Eles próprios apresentaram seus desejos na área de formação profissional e indicaram os cursos de qualificação que desejavam fazer. O foco é a inserção dos jovens no mercado formal de trabalho. A equipe do Creas escreveu o projeto e pleiteou os recursos junto ao Fundo da Infância e Adolescência (FIA), por meio do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Em 2018 houve a primeira edição e a partir dos resultados obtidos foi realizado novo chamamento público. A segunda edição do projeto foi aprovada em agosto de 2019, sendo agora executada.

Os alunos, responsáveis, professores e equipe do serviço de medidas socioeducativas trocam experiências por meio de um grupo do WhatsApp para maior interação, socialização e informações sobre ofertas de vagas de trabalho. Apoiadora do projeto, a Empresa Emalto recebeu os primeiros currículos dos alunos com idades a partir de 18 anos para apreciação, destacou a administração fabricianense.

Os alunos certificados estão aptos para atuar como soldadores e mecânicos montadores. “É um resultado que fortalece e endossa o verdadeiro sentido da palavra oportunidade. Para a equipe do serviço de Medidas Socioeducativas, este projeto oportuniza aos adolescentes e jovens a condição de protagonista de suas histórias”, concluiu Letícia.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO