Tecnologia e ambivalência

Wanderson R. Monteiro *

“O avanço tecnológico não passa de instrumento que pode ser usado tanto para o bem, quanto para o mal”

Incontáveis foram as mudanças e transformações ocorridas em nossa era, muitas delas imensamente úteis e inegavelmente boas para toda a população, das quais, podemos destacar o avanço tecnológico, tão útil para a vida de nossa sociedade atual, estando nas mãos de grande parte da população, na forma de smartphones e computadores de última geração, e também nos laboratórios e grandes centros de pesquisas, sendo tais tecnologias utilizadas na busca e desenvolvimento de inúmeras soluções úteis para o melhor desenvolvimento e preservação da vida, e da sociedade em geral.

Mas, como nem tudo são flores, também ocorreram mudanças que prejudicaram, e muito, toda a nossa sociedade, e que terão seus efeitos maléficos influenciando também as gerações futuras, se nada for feito pela nossa população para mudar o curso que estamos seguindo.

Como exemplo, o já citado avanço tecnológico, que tanto nos faz bem e nos traz coisas boas, traz em si a ambivalência tão comum, e quase obrigatória, que reside em praticamente tudo o que há hoje em nosso mundo. Praticamente tudo o que existe hoje, traz em si a potencialidade de ser usado tanto para o bem quanto para o mal da sociedade, trazem em si o potencial tanto para a construção e desenvolvimento de coisas melhores quanto para a destruição das que já existentes. Infelizmente, em diferentes lugares e de diferentes formas, a tecnologia tem sido usada para a dominação das massas, a propagação de ideais errôneos, para a destruição, e morte.

Infelizmente, a tecnologia e os avanços na área tecnológica, têm sido mais utilizados de forma a nos prejudicar do que realmente nos ajudar. E isso não é culpa da tecnologia em si, mas daqueles que as manipulam. Muitos usam do grande poder da tecnologia para a exploração, controle, e manipulação da maior parte da população, guiados por seus princípios egoístas e maléficos.

Não se pode ignorar, também, a crescente espionagem de civis, a fabricação de arsenal bélico cada vez mais avançado e destrutivo, e também o bioterrorismo. Da forma como tem sido utilizado, o avanço tecnológico tem contribuído mais para a destruição do que para salvação da humanidade, e isso se dá por causa das mentes maquiavélicas que utilizam dessas tecnologias para a destruição.

Por melhores que sejam, a tecnologia, e todo e qualquer avanço tecnológico, não passam de instrumentos nas mãos dos homens, instrumentos esses que podem ser usados tanto para o bem, quanto para o mal e, infelizmente, muitas são as más pessoas que dispõem desses instrumentos, e os utilizam para realizar seus planos sórdidos e seus desejos egoístas, e isso tem trago grandes problemas para todos nós.

* Bacharel em Teologia pelo ICP - Instituto Cristão de Pesquisas. São Sebastião do Anta – MG. dudu.slimpac2017@hotmail.com
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO