Pesquisas de vacinas contra a covid-19 apresentam avanços

Rússia espera iniciar vacinação em agosto e Brasil mantém expectativa para o fim do ano

A Rússia pode ter uma vacina aprovada contra a COVID-19 até o dia 10 de agosto. A informação foi noticiada essa semana pela CNN. Ainda não foram divulgados dados sobre a eficácia do medicamento.

A vacina está sendo desenvolvida pelo Instituto Gameleya, em Moscou. Segundo informou o canal de notícias, o país pretende produzir até 200 milhões de doses até o fim do ano. Dessas, 30 milhões seriam exclusivas para a Rússia.

Os estudos são financiados pelo governo russo e a vacina já estaria na segunda das três fases de testes clínicos.

O Estado do Paraná foi o primeiro a anunciar que, se a vacina russa for aprovada, deverá importar o medicamento.

Oxford

Outra boa noticia é sobre o estudo para desenvolvimento de uma vacina contra o coronavírus realizado pela Universidade de Oxford, Inglaterra.

Os testes devem chegar ao Brasil na primeira quinzena de dezembro. A informação foi dada pelo secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Correia de Medeiros.

O governo brasileiro já encomendou 100 milhões de doses do produto. Segundo Medeiros, a expectativa é que 15 milhões de brasileiros possam ser vacinados até o fim deste ano.

O envio das doses da vacina será divido em três lotes: “O primeiro lote deve chegar na primeira quinzena de dezembro, com 15,2 milhões de doses, e o segundo terá o mesmo número de aplicações e chega entre dezembro em janeiro. O terceiro lote, de 70 milhões de doses, chega entre março e abril”, informou Medeiros à CNN.

Os primeiros grupos que receberão a vacina serão idosos, profissionais da saúde que atuam na linha de frente e pessoas com comorbidades.

Medeiros acrescentou que o Ministério da Saúde já trabalha para desenvolver uma estratégia de aplicação das vacinas de modo a evitar pânico e tumulto por parte da população.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO