De Frida Kahlo a Medusa

Christiane Tricerri e Cacho Ciocler mostram sua arte no Teatro #EmCasaComSesc

O Sesc São Paulo promove segue com a série Teatro #EmCasaComSesc, com a transmissão de trabalhos cênicos direto da casa dos artistas, às segundas, quartas, sextas-feiras e domingos, às 21h30.

Nesta segunda-feira (27), a atriz Christiane Tricerri, do Teatro do Ornitorrinco apresenta o espetáculo Frida Kahlo - Viva la Vida. O texto do dramaturgo mexicano Humberto Robles leva Frida Kahlo a um passeio por sua própria história.

Enquanto prepara um jantar para os convidados, vivos ou mortos, a pintora relembra os personagens que marcaram sua trajetória, como o pintor Diego Rivera, com quem foi casada, e o revolucionário russo Leon Trótski, com quem teve um relacionamento amoroso durante o exílio dele no México. Para construir o texto, Robles entrevistou vários amigos da artista.

Isadora Tricerri/Divulgação/ACS SescSP


Christiane Tricerri interpreta texto do mexicano Humberto Robles
Christiane e Isadora Tricerri assinam a adaptação da peça para o Teatro #EmCasaComSesc. O espetáculo estreou em novembro do ano passado, no Sesc Pinheiros, sob direção de Cacá Rosset, do Teatro do Ornitorrinco.

Na quarta-feira (29), o ator Caco Ciocler vai encenar o espetáculo Medusa, parte do projeto Fluxorama, com direção de Monique Gardenberg e texto de Jô Bilac, composto por quatro peças curtas - Amanda, José Guilherme, Valquíria e Medusa.

No texto, Ciocler interpreta a tentativa desesperada de um homem de meditar em meio ao caos urbano. Ao tentar esvaziar a mente, a questão sobre o sentido na vida se põe em seu caminho, em uma reflexão ora cômica, ora dramática, a respeito do homem contemporâneo e sua existência num mundo em aceleração.

O projeto Fluxorama surgiu de um processo de investigação da dramaturgia performativa e toma o ato de pensar como ponto de partida para a criação. A narrativa é constituída sob a ótica de personagens que vivenciam situações-limite, tornando-se reféns do fluxo de seus pensamentos e memórias, num curso ininterrupto de consciência.

Cena Inquieta
Além das lives no YouTube, o SescTV lançou uma série de documentários dedicados ao teatro: Cena Inquieta, com curadoria de Silvana Garcia e direção de Toni Venturi, uma abrangente cartografia da nova geração do teatro de grupo produzido no Brasil.

Composta por 26 documentários de 55 minutos cada, o trabalho mapeou os mais importantes coletivos teatrais de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife.

São 48 companhias estáveis de teatro e 10 artistas solo que desenvolvem trabalhos relevantes de experimentação de linguagem nos eixos do teatro negro, político e de gênero.

Cada episódio tem dois grupos teatrais, e alguns programas exibem também espetáculos solo de artistas da cena nacional na última década, e um especialista (pesquisador, crítico ou jornalista) comenta e contextualiza a cena ou proposta exibida.

Para sintonizar o SescTV: Canal 128 da Oi TV ou consulte sua operadora. Assista também online em sesctv.org.br/aovivo. Siga o SescTV no twitter: http://twitter.com/sesctv E no facebook: https: facebook.com/sesctv.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO