Número de leitos ocupados na região é alto 

Pandemia do novo coronavírus (covid-19) tem deixado a saúde em alerta, mas não há colapso

Divulgação


Em Ipatinga, taxa de ocupação dos leitos de UTI destinados à covid-19 era de 71% no fim de semana

O número de leitos ocupados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e enfermarias, destinados ao tratamento de covid-19 e de casos diversos, é grande. A pandemia tem sido um desafio para os municípios e suas secretarias de Saúde, que vivem uma rotina totalmente diferente desde o mês de março. O Diário do Aço solicitou dados de ocupação aos quatro municípios da Região Metropolitana do Vale do Aço, que tem hospitais em seu território.
 
Sob controle 

Em Ipatinga, conforme informado na tarde de sexta-feira (10), dos 45 leitos de UTI destinados à covid-19, 32 estavam ocupados, uma taxa de 71% de ocupação. Já a UTI não covid, que possui 35 leitos, tinha 28 ocupados, taxa de ocupação de 80%. Enfermaria para covid registrava 55 ocupados (73%), sendo 75 leitos no total. Dos 324 leitos de enfermaria não covid, 304 estavam ocupados.
 
Sem resposta da SRS 

Já em Timóteo, a quantidade de leitos de enfermaria disponíveis via setor público precisa de resposta da Superintendência Regional de Saúde (SRS), informou a assessoria de Comunicação do governo municipal. O Diário do Aço buscou as informações junto à SRS, porém, não recebeu retorno após dois dias de espera.

No Centro de Referência da Covid-19 (Centro de Saúde João Otávio), há dois médicos no local; três técnicos de enfermagem; dois enfermeiros; um auxiliar administrativo; um profissional para triagem; quatro pessoas na equipe de apoio; um analista estatístico; uma pessoa responsável pelo monitoramento dos casos. Mais 50 agentes de conscientização e orientação ao público e comércio em geral.

Em relação aos leitos de UTI para covid-19, eles estão em adaptação para em breve estarem disponíveis ao atendimento à população. Segundo informado, são dez leitos na UTI Neonatal Pediátrica do Hospital e Maternidade Vital Brazil, em parceria com a Aperam. A UTI será gerida pela OSS Hospital e Maternidade Therezinha de Jesus. O prazo para entrega é de 15 dias. O município tem dez leitos clínicos no Centro de Referência da Covid-19 (Centro de Saúde João Otávio).
 
Fabriciano

A assessoria de Comunicação da administração de Coronel Fabriciano informou que, no dia (9), havia oito leitos de UTI covid ocupados e dois disponíveis; dos nove leitos de UTI comum havia apenas um disponível. Na clínica médica covid-19 havia todos os 11 leitos estavam ocupados. Clínica médica comum contabilizava 20 ocupados e nenhum disponível; o município tem dez leitos credenciados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e outros dez aguardam habilitação.
 
Ainda segundo a administração municipal, a taxa de ocupação dos leitos leva em conta a estrutura em funcionamento na instituição desde o dia 2 de junho e os dados do Boletim Epidemiológico, atualizados diariamente. Além dos 20 leitos de UTI – dez credenciados pelo Ministério da Saúde/SUS e dez mantidos com recursos próprios do município e prontos para o uso –, o Hospital José Maria Morais conta com 20 leitos de enfermaria, totalizando 40 leitos exclusivos tratar pacientes com covid-19.

Tranquilidade

A secretaria de Governança da Saúde de Coronel Fabriciano tranquiliza a população e explica que o hospital não atingiu a sua capacidade máxima instalada para tratar pacientes de covid-19. “Do total de 20 leitos, apenas dez estão credenciados, recebem recursos e são regulados pelos SUS. Os outros dez já existem, estão prontos e equipados e são bancados pela Prefeitura de Fabriciano e serão usados em favor da população de Fabriciano”.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Adriano 12 de julho, 2020 | 18:30
Fiquem em casa e morram de fome. Vamos voltar a normalidade não podemos pagar por governos que preferiram copa do mundo e olimpíadas ao invés de hospitais. Lula e Dilma estão escondidos com medo do vírus e dos militontos.
Joanas 12 de julho, 2020 | 18:07
Quanto a santana do paraiso nao disse nada ? Onde esta os doentes de la?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO