Via hospitalar em Ipatinga será recuperada

Divulgação


Obra na artéria viária de ligação com o Hospital Márcio Cunha será iniciada na próxima segunda-feira

Após checagem por técnicos, a administração municipal de Ipatinga anunciou, nesta sexta-feira (10), a programação de reparos em trecho da avenida Usiminas, importante artéria viária utilizada por muitos – inclusive ambulâncias – como alternativa de deslocamentos ao Hospital Márcio Cunha (HMC) desde o bairro Bom Retiro, contornando ainda o Bela Vista. Em certo ponto do piso asfáltico foi constatado um abatimento que já sinaliza riscos aos motoristas. As obras serão iniciadas na próxima segunda-feira (13) e devem durar aproximadamente 15 dias, informou o governo.

O prefeito Nardyello Rocha esteve no local para verificar a necessidade da intervenção, ouvindo relatos de que a irregularidade no solo já foi a causa de acidentes graves.

“Essa é mais uma obra muito esperada. A depressão na pista foi criada por conta de uma escada hidráulica para drenagem de águas de chuvas que existe nesse ponto, junto à margem. E a segurança dos usuários fica ainda mais comprometida por se tratar de uma curva, sendo que ambulâncias frequentemente utilizam a rota para transporte de doentes”, disse.

Além do problema de abatimento no asfalto desde a base de terra, foram identificadas fissuras com mais de 40 centímetros de profundidade.

Desvios

Enquanto durarem as obras, os motoristas que pretendem acessar a Unidade 1 do Hospital Márcio Cunha, saindo do bairro Bom Retiro e Bela Vista, deverão passar obrigatoriamente pela avenida Kiyoshi Tsunawaki. Contudo, a pista de sentido contrário da avenida Usiminas, na direção HMC-Bom Retiro, não será afetada, permanecendo liberada para o tráfego.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Jones 13 de julho, 2020 | 00:10
Passou da hora...
Este reparo foi, durante muito anos, negligenciado pelo poder público.
Quem não conhece a insuspeitada depressão na curva da Av. Usiminas, enfrenta risco iminente de perder o controle do veículo ao transitar, de forma desavisada, no local.
Numa fria madrugada, há cerca de duas décadas, vi um carro levantar poeira fora da pista e, após voar entre as árvores do terreno em acentuado declive, desaparecer na margem esquerda do rio Piracicaba.
Sem recursos - celulares não eram comuns como hoje -, desloquei até o Bom Retiro para procurar ajuda.
Encontrei uma viatura e o socorro foi realizado pela equipe do Corpo de Bombeiros, com uso de potentes equipamentos de iluminação e cordas para resgatar as quatro vítimas.
Por sorte, todos safaram-se com vida.
Rock 11 de julho, 2020 | 20:10
Até que enfim alguém viu esta obra por ser feita, o que já passou da hora né?
O prefeito também deveria tomar vergonha e olhar com mais carinho para a ciclovia que vai do Iguaçu ao Horto e entrada para o pátio dos caminhoneiros, que numa situação precária.
Está mais seguro trafegar entre os carros na BR do na ciclovia.
Neneco 11 de julho, 2020 | 08:02
Está obra é realmente de muita valia, mas eu não entendi por quê a aproximadamente três meses foi feita uma obra exatamente do lado desta depressão e não fizeram as duas de uma só vez. Infelizmente obra de prefeitura é assim né, um vai é vem danado.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO