Onheama, a infância de um guerreiro

Ópera infanto-juvenil será mostrada na Séria Crianças do #EmCasaComSesc

Fábio Retti/Divulgação/ACS SescSP


Elementos mitológicos e telúricos na história do guerreiro Iporangaba
A série Crianças #EmCasaComSesc está no ar há pouco mais de um mês, já apresentou sete atrações e teve mais de 24 mil visualizações. Neste sábado, 11, a transmissão será com o grupo Pequeno Teatro do Mundo, a partir do meio-dia, no perfil do Sesc Ao Vivo no Instagram e no canal do Sesc São Paulo no YouTube.

Utilizando marionetes, a dupla conta a ópera infanto-juvenil "Onheama, a infância de um guerreiro", do compositor brasileiro contemporâneo João Guilherme Ripper, que retrata a história épica de um guerreiro indígena, abordando tradições e lendas de origem amazônica.

A obra conta, por meio de elementos mitológicos e telúricos, a saga do jovem guerreiro Iporangaba, escolhido pelo Xamã para resgatar Guaraci, o sol, que foi engolido pela onça Xivi. Nessa busca, ele conta com a ajuda do Boto cor-de-rosa e de Iara, seres encantados da mitologia amazônica.

Formado por Fábio Retti e Fabiana Vasconcelos Barbosa, o Pequeno Teatro do Mundo foi fundado em 2015, quando a dupla começou a pesquisar o teatro de marionetes ao mesmo tempo em que construía uma carroça-teatro. No início de 2017 criaram o primeiro espetáculo, "Rossini por um Fio", apresentado em escolas, festivais e eventos privados.

Fábio Retti/Divulgação/ACS SescSP


A montagem aborda diferentes tradições e lendas de origem amazônica
Em seguida veio a ópera "O Menino e os Sortilégios", encenada em espaços culturais, praças, parques e festivais, como Parque Buenos Aires, em São Paulo, a 16ª Extrema Mostra Teatro, FITS em Santa Rita do Sapucaí (MG) e o 8º Festival de Artes Cênicas de Cachoeiro de Itapemirim (ES).

O grupo também participou do Festival Internacional de Londrina FILO 50+1, do SESC Encena no Paraná, do Festival da Criança no Teatro em Passos/MG e do Festival Arte Serrinha, realizado em Bragança Paulista.

Em maio de 2019, o Pequeno Teatro do Mundo firmou parceria o 22º Festival Amazonas de Ópera, apresentando seus dois espetáculos no Teatro Amazonas, em Manaus, e em escolas, hospitais e comunidades ribeirinhas e indígenas no interior do Estado.

Fábio Retti também atua como iluminador e já assinou o desenho de luz de importantes montagens de ópera do Theatro Municipal de São Paulo e do Theatro São Pedro. Saiba mais em sescsp.org.br.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO