Ipatinga recebe projetos para construção do Centro Cirúrgico do Hospital Municipal

Previsão é de que obras sejam concluídas em cinco meses após a ordem de serviço

Divulgação


Com equipamentos já adquiridos, bloco terá estrutura para realização de 20 cirurgias eletivas e de urgência diariamente

Os projetos para a construção do Centro Cirúrgico do Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM) foram apresentados ao governo de Ipatinga nesta quarta-feira (8). A providência, conforme a administração, representa o cumprimento de mais uma etapa para que seja liberado o início das obras.

O Centro Cirúrgico é uma obra aguardada há anos pela população, especialmente aqueles que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS) e não têm como recorrer à rede particular. Com a efetivação do bloco, o município também viabiliza economia, deixando de comprar inúmeras cirurgias de outros hospitais da região.

“Estamos realizando mais um sonho antigo. Enfim, podemos assegurar que o Hospital Municipal terá um bloco cirúrgico. Estamos falando de um investimento de quase R$ 3 milhões na parte estrutural, sem contar a parte de equipamentos, essa avaliada em quase R$ 2,5 milhões e cujas aquisições já foram realizadas”, relatou o prefeito Nardyello Rocha.

O chefe do Executivo ainda acrescentou que o prazo para execução da obra é de cinco meses. “Estamos fazendo tudo dentro da legalidade. Deste modo, após a verificação dos projetos e vencidos os entraves burocráticos, vamos licitar logo”, adiantou.

Segundo a Secretaria Municipal de Obras, a empresa responsável pela elaboração dos projetos entregou todos os documentos necessários para a licitação do Bloco Cirúrgico. Foram desenvolvidos os projetos estrutural, hidráulico, elétrico, de exaustão e gases medicinais, entre outros.

Capacidade

Com área total de 518,14 metros quadrados, o Centro Cirúrgico do Hospital Municipal de Ipatinga terá quatro salas, sendo três para cirurgias de médio porte e uma para grandes intervenções. Nada menos que 20 cirurgias eletivas e de urgência poderão ser realizadas diariamente.

Foi projetada também no Centro Cirúrgico uma ala para recuperação anestésica com seis leitos, além de entrada separada para pacientes egressos das cirurgias, vestiários para funcionários e pessoas atendidas.

O Centro Cirúrgico terá, ainda, entre outras instalações, uma rouparia, farmácia satélite, salas de material de esterilização, de coordenação, de estar para funcionários, de marcação de cirurgias, de guarda de equipamentos, copa, utilidades, roupa suja, admissão e espera.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO