Usiminas se reúne com a comunidade do Vale do Aço por meio de reunião virtual

Divulgação


Live comandada pelo presidente Sergio Leite reuniu lideranças da região e abordou temas como cenário econômico e medidas para a covid-19

O presidente da Usiminas, Sergio Leite, realizou na tarde desta terça-feira (7) uma live (transmissão ao vivo na internet) com a comunidade de Vale do Aço. A iniciativa reuniu, por quase duas horas, dezenas de líderes comunitários, empresariais, culturais e do poder público da região. A live faz parte do Programa de Relacionamento da empresa com a Comunidade e busca fortalecer os laços e o diálogo entre a companhia e os diversos segmentos da sociedade, detalhou a Usiminas.

Sergio Leite apresentou aos participantes as ações que a Usiminas vem desenvolvendo para enfrentar a crise trazida pela covid-19, tanto do ponto de vista econômico, quando de apoio à comunidade, com enfoque especial para a atuação dos quatro hospitais geridos pela Fundação São Francisco Xavier, em Ipatinga, Itabira e Cubatão, na Baixada Santista, onde houve uma preparação intensa, com aumento de leitos de UTI, capacitação das equipes e investimentos em diversos setores para o enfrentamento da pandemia.

Leite destacou ainda o cenário econômico do mercado de aço, fortemente impactado pela contração da economia do país; os investimentos previstos para a Usina de Ipatinga, tanto de manutenção da capacidade da planta quanto em meio ambiente, segurança e outros; e o processo de reestruturação da Usiminas Mecânica, uma das questões destacadas pelos convidados durante a live. “Foi uma decisão necessária diante da situação da empresa de seguidos prejuízos e com um mercado em retração desde 2008. Mas é importante destacar que a medida vai preservar mais de 70% dos empregos, no comparativo com o quadro de maio e o previsto para dezembro”, ressaltou o presidente.

O encontrou virtual da direção da Usiminas com a comunidade do Vale do Aço contou com a participação de diretores de diversas entidades empresariais e comunitárias, representantes do poder público e das áreas de educação e cultura, entre outros. Junto com o presidente Sergio Leite estavam os vice-presidentes e outros dirigentes da companhia e os diretores da Fundação São Francisco Xavier.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

José Roque de Souza Filho 11 de julho, 2020 | 10:21
Segue que devido essas situações como pandemia e aços industrialmente que estamos passando, é ora de nós termos muita calma, mostrarmos confiantes em qualquer situação de que tudo vai apascentar a melhorar a situação de marcado dos aços.
Digo que no momento desse devemos ter confiança sermos otimista e também de um novo conceito de quando surgir a melhora no mercado creiamos que haverá novas posturas e respostas com avanços, tendências e desafios.
Para isso com os avanços tem de haver foco em questões estruturais, abordagens inovadoras e transformadoras, soluções propor com audácia.
Eder Martins 10 de julho, 2020 | 10:36
poxa nao sabia dessa LIve, queria ter perguntado ao Sr Sergio Leite se a Usiminas nao poderia ter feito algo mais pelo nosso Aeroporto,uma vez que ele pertecia à Usiminas e exigir do governo de Minas mais seriedade com o Vale do Aço,cla ro que nao só a Usiminas mas tambem as outras Companhias que existe dentro da Região Metropolitana do Vale do Aço.
Manoel Elias 09 de julho, 2020 | 18:10
A Usiminas precisa usar com competência os recursos de incentivo do governo federal e não demitir ninguém.
Ela sabe que a responsabilidade social neste contexto pandêmico é um dever.
O sindicato alega que a USIMEC tem dado lucros.
Pra que fechar a USIMEC? Não explicaram..

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO