Presidente da CBF garante Brasileirão em agosto

Lucas Figueiredo/CBF


Rogério Caboclo disse que a Série A do Brasileirão vai começar dia 9 de agosto

No dia 9 de agosto a bola vai rolar pela Série A do Campeonato Brasileiro; um dia antes, 8 de agosto, será a vez dos 20 clubes da Série B iniciarem a luta pelo acesso. Essas datas, já divulgadas anteriormente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), foram confirmadas pelo presidente da entidade, Rogério Caboclo, em entrevista ao jornal O Globo, no domingo (5).

Outras datas confirmadas por ele foram: o início da Série C no mesmo dia da segundona (um pedido dos clubes da terceirona); Copa do Brasil volta em 26 de agosto; Série A1 Feminino também tem início em 26 do próximo mês e o Brasileiro Sub-20 começará em 23 de setembro.

“Na Série A, houve um voto dissidente sobre o mando, mas nenhuma dúvida se a competição vai começar ou não dia 9 de agosto. Brasileirão é algo definido e determinado. Se estão dispostos a jogar onde o futebol estiver autorizado, quero crer que nessa data teremos cidades suficientes para acomodar os jogos, considerando que não teremos torcida presente. Mas em momento algum foi cogitada concentração em uma cidade específica”, disse o presidente.

A confirmação de Caboclo sobre iniciar a disputa da segunda divisão um dia antes da Série A é uma resposta negativa a um pedido dos times da Série B, que solicitaram à CBF que o certame começasse uma semana depois, a partir de 14 de agosto, e que fosse concluído até o fim janeiro de 2021. O pedido dos 20 clubes, incluindo o Cruzeiro, visava evitar a disputa do Brasileirão em paralelo aos estaduais, que podem ser retomados em julho. Com o calendário garantido por Caboclo, a disputa da primeira e segunda divisões do Brasileirão deve invadir o ano de 2021, sendo encerrada em fevereiro.

Agosto

O mês de agosto foi escolhido para não atrapalhar ainda mais o calendário no futuro. “O calendário de 2020 já está bem traçado para a CBF. Vai invadir janeiro, fevereiro, pode chegar a meados do mês. Mas temos algumas premissas que vão além. Nosso horizonte é a Copa do Mundo de 2022, marcada para começar em novembro. Obriga o nosso calendário a terminar pelo menos um mês antes, em outubro de 2022. Temos que encerrar 2020 na segunda quinzena de fevereiro, iniciar os estaduais na última semana do mesmo mês, o Brasileiro no final de maio de 2021. Devemos terminar a temporada de 2021 como o usual, na primeira semana de dezembro, retomando o calendário tradicional, com férias, pré-temporada. Em 2022, a temporada terá conclusão precipitada. Vai ser um exercício bem difícil”, apontou.

Ainda sem data

Continuam sem data de início a Série D e o Brasileiro A-2 Feminino. “Demandam um operacional um pouco mais complexo. As equipes precisam de maior reestruturação para voltar e também uma logística maior. A Série D tem 68 participantes do Brasil inteiro. São 61 cidades envolvidas. Esses clubes não têm a mesma flexibilidade para jogar em outras praças. A A2 feminina não é diferente. Mas são calendários mais curtos, o que permite planejar com mais tranquilidade. Há uma malha aérea diminuta, hotéis fechados. Mas a CBF assumiu a responsabilidade de reabrir hotéis, colocar aviões no céu e fazer o futebol voltar”, explicou Caboclo.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO