Ipatinga registra o 49º óbito por covid-19

Mulher de 53 anos era moradora do bairro Vagalume

A Prefeitura de Ipatinga registrou, neste sábado (4), mais um óbito em decorrência de complicações por coronavírus. Trata-se de uma mulher de 53 anos, moradora do bairro Vagalume. Assim, sobe para 49 o número de mortes por covid-19 na cidade.

A paciente estava internada no Casu, em Caratinga. O exame para comprovação da doença foi colhido no dia 25 de junho e o resultado saiu no dia 30 do mesmo mês.

Os familiares da vítima receberam as orientações protocolares quanto aos procedimentos para realização do velório e sepultamento. Em nota, a Administração municipal declarou lamentar o falecimento.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Sebastiao Di Paula 05 de julho, 2020 | 07:47
O número de mortes poderia ter sido evitado drasticamente, se tivesse sido seguido o protocolo do governo federal, mas os juízes do STF dando uma de senhores da vida tirou a responsabilidade do ministério da saúde, passando para os governos estaduais e prefeitos, agora estão colhendo os resultados, roubalheiras às custas de milhares de mortes que poderia ter sido evitado, usando o protocolo hidroxicloroquina, ministrado no início da doença. Numa cidade de 54 mil habitantes do interior paulista, usando esse protocolo de hidroxicloroquina a todas as pessoas que tiveram a doença, nenhuma veio a óbito, apenas 3 morreram por não usar a medicação. Fica aí o alerta senhor prefeito, ao invés de fechar o comércio, aplica esse método, que é bem mais útil e saudável para a população, existem mais casos, o Estado de Belém do Pará, Manaus, todos optaram pelo uso hidroxicloroquina e o resultado está sendo colhido com vertiginosa queda na curva da doença.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO