Diretor de finanças atualiza retrato da dívida do Cruzeiro

Divulgação/ Cruzeiro


Matheus Rocha detalhou dados em transmissão feita pela auditoria BDO

Os números atualizados das finanças do Cruzeiro mostram que o clube já saltou em termos da dívida total, mas tem apresentado ligeira diminuição em custos em alguns braços do seu passivo financeiro. O detalhamento foi mostrado pelo diretor de finanças e controladoria do clube, Matheus Rocha, em uma transmissão feita pela auditoria BDO, na última quinta-feira. O profissional cruzeirense, que tem se dedicado à questão das finanças do clube, disse que o atual cenário ainda é de "vender o almoço para comprar a janta".

Matheus apontou que o maior aumento foi na contingência, que é uma situação cujo resultado final depende de eventos futuros ainda incertos. Ela passou de R$ 46 milhões para R$ 170 milhões. "A gente teve um aumento muito grande das contingências. De 2018 para 2019, mas os cinco meses tive um salto de R$ 100 milhões. Isso graças aos contratos leoninos feitos pelas pessoas que estavam aqui. É um reflexo retardado do tempo do que foram os contratos de 2019", revela.

As obrigações trabalhistas do Cruzeiro também saltaram segundo os números apresentados por Matheus, principalmente por causa das mais de 100 rescisões realizadas desde o fim do ano passado. Quase a totalidade ainda sem acerto realizado. Segundo ele, saltou de R$ 63 milhões para R$ 122 milhões.

"A dívida fiscal é a maior que nós temos. Todo mundo fala da dívida do Cruzeiro. Temos muitas dívidas. Fifa é muito importante. E trabalhistas são muito importantes. Então, as fiscais e sociais reduziram. Em contrapartidas, as trabalhistas aumentaram, porque mandamos tanta gente embora nos últimos meses, que não conseguimos ainda as rescisões, as rescisões estão sendo encaminhadas. Na outra parte do fiscal, estamos fazendo um business plan para apresentar à Procuradoria da Receita para apresentar para pagar todo mundo, inclusive o Estado", acrescentou Matheus Rocha. Com informações do globoesporte.com
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

José Antônio da Silveira Drumond 05 de julho, 2020 | 19:39
E disto que o o real torcedor Cruzeirense está precisando. Sinceridade e honestidade na situação financeira do cabuloso. Foram tantos os ratos e gatos que se apossaram do nosso clube, copiando certamente dos bandidos que assaltaram o nosso Brasil, que estou fazendo um esforço enorme para acreditar na honestidade dos de agora. Merecem entretanto o nosso apoio e voto por serem de uma nova geração. Meus R$ 50,00 já estão depositados na conta fornecida no pedido de ajuda, na esperança da renovação. Salve, Salve, Cruzeirão Cabuloso. São 56 anos ao seu lado, esperando ter mais alguns para comemorar a retomada do nosso poder.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO