Trio assalta em lanchonete em Coronel Fabriciano

Criminosos usaram um Ford Focus de cor branca, para fugirem depois do roubo em comércio na noite de terça-feira

Reprodução de vídeo


Enquanto assaltante armado mantinha funcionários e clientes sob vigilância, dois dos assaltantes fizeram a "limpa" no caixa

Três bandidos, um deles de posse de uma arma de fogo, roubaram em um comércio, em Coronel Fabriciano. O crime foi praticado por volta de 22h20 em um estabelecimento comercial localizado na rua São Sebastião, bairro Santa Helena.

O proprietário, M.D.S.m de 59 anos, informou para a Polícia Militar que trabalhava na lanchonete quando o estabelecimento foi invadido por três criminosos.

Dentre os bandidos, um era moreno claro, vestia bermuda escura, blusa de cor preta com mangas compridas e boné azul, uma mulher com traços masculinos, vestida com bermuda estampada e blusa de cor preta com capuz e o terceiro, moreno claro, vestindo calça e blusa pretas também com capuz.

Imagens do trio foram gravadas ao se aproximarem do alvo do roubo

Um dos criminosos, ao invadir a lanchonete, apontou uma arma de fogo de cor preta, possivelmente uma pistola e anunciou o roubo.

Enquanto o ladrão armado mantinha clientes sob vigilância, os outros dois foram até o caixa do comércio e subtraíram a quantia de R$ 80 e um telefone celular Samsung A5, conforme apurado pelo Diário do Aço.

Os assaltantes fugiram a pé sentido a rua Argemiro José Ribeiro e embarcaram em um Ford Focus Hatch, de cor branca, e seguiram rumo a avenida Julita Pires Bretas e não foram encontrados nas buscas feitas por policiais militares. A ação dos criminosos no Bis Lanches foi registrada por câmeras de vigilância.


Depois do assalto trio fugiu nesse Ford Focus

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Fpres 01 de julho, 2020 | 22:28
São os famosos bandidos de Fabriciano rsrs
Sargento Garcia 01 de julho, 2020 | 08:24
Só bandidinho relepa, pé de chinelo. Correr um risco de meter um roubo a mão armada (se é que a arma era de verdade) em lanchonete, com câmeras pra todo lado, pegar dinheiro picado que não dá nem para uma cesta básica? É a várzea da várzea do crime.

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO