Quase metade dos suspeitos de covid-19 descumprem isolamento em Ipatinga

Conforme balanço da Secretaria Municipal de Saúde, 45% das pessoas que já foram notificadas na cidade não estão cumprindo o isolamento domiciliar

Divulgação


Desrespeito a protocolo sanitário dificulta testes rápidos domiciliares e faz alastrar a contaminação pela doença
Todo paciente que apresente sintomas do novo coronavírus e procura o serviço de saúde, sendo ele público ou privado, a partir da consulta médica é orientado a cumprir um período de quarentena, no município de Ipatinga. O procedimento é uma das medidas de prevenção para evitar a proliferação da covid-19. Porém, a Secretaria Municipal de Saúde realizou um balanço nesta quinta-feira (25) e constatou que muitos estão infringindo a orientação sanitária. São nada menos que 45% das pessoas que já foram notificadas na cidade e deveriam estar cumprindo o isolamento domiciliar.

O levantamento tem como subsídio a realização dos testes rápidos que o município vem executando nos domicílios em atendimento aos pacientes notificados.
“O nosso teste rápido é realizado entre o 10º e o 12º dia após o primeiro sintoma apresentado pelo paciente. Esse período foi pré-estabelecido, uma vez que há uma melhor resposta imunológica para o resultado do teste neste tempo. Diante disso, diariamente equipes de saúde se deslocam aos domicílios dos pacientes que foram notificados como suspeitos e estão aptos para realizar o exame. Mas, infelizmente, 45% não são localizados no endereço indicado no cadastro. Isso é lamentável porque, em primeiro lugar, por uma questão de saúde pública essas pessoas deveriam estar em casa, para evitar ainda mais a contaminação desta doença. E, em segundo lugar, porque há uma perda de tempo no que diz respeito à ida do profissional da saúde até a casa do paciente, sem que ele se encontre lá. Acaba que o teste não é realizado, e o município perde no quesito de registro epidemiológico. E a equipe de saúde poderia estar empenhada em outra função num momento em que esses profissionais são essenciais ”, esclareceu a secretária de Saúde, Érica Dias.

O município volta a frisar que a não realização dos testes rápidos, em casos já contabilizados como suspeitos, prejudica o monitoramento da situação epidemiológica da cidade, comprometendo a realidade dos números.
“São lamentáveis esses números. Talvez outros municípios não tenham se deparado com esse quadro porque não estão testando como Ipatinga. Somos hoje, até em nível nacional, a cidade que mais realiza testes rápidos. Para que se tenha ideia, considerando a média no estado de Minas Gerais, que é de 145 testes para cada 100 mil habitantes, Ipatinga era para ter feito pouco mais de 300. Mas a realidade é outra. Já passamos de 3.000 testes e vamos fazer mais 15 mil. Agora, nós só vamos ter êxito e vencer a covid-19 se a população entender que ela também é protagonista nesta luta”, afirmou o prefeito Nardyello Rocha. “A Prefeitura vem fazendo a parte dela, com as intervenções na área da saúde, mas se a comunidade não dá sua parcela de contribuição, será como enxugar gelo. Quase a metade das pessoas que deveriam estar isoladas em suas casas, não está. Isso é crime, é uma irresponsabilidade. Peço para que o povo de Ipatinga nos apoie e faça também a sua parte”, pediu.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Pai do Seu Nenem 26 de junho, 2020 | 12:47
Esta cidade é um lixo as ruas esta tomada de lixo de moradores de rua
Eduardo 26 de junho, 2020 | 09:57
Eu sempre suspeitei, q pessoas c covid ou suspeita estavam Burlando o Isolamento,pois a velocidade do Contágio aumentava demais, é necessário uma fiscalização rígida se não vai ser enxugar gelo e fechar o comércio não vai adiantar.
Fulana 26 de junho, 2020 | 00:59
Tive que implora pra que a medica do posto me notifica-se e semana passada fiz o teste deu positivo o teste foi feito 1 semana apos ter terminado meu isolamento de 14 dias .
Sandra Aparecida Peixoto Dias 25 de junho, 2020 | 23:12
Engraçado que dizem fazer teste no 10? a 12? dia do sintoma meus pais já estão a 8 de notificação, quando procuramos atendimento já tinham 5? de sintomas fomos mal tratados, e até hoje nada de teste, mandaram esperar um tal mutirão de teste que vão fazer sábado pela cidade, se não fizeram sábado voltar ligar na segunda. Essa é nossa Ipatinga
Gilson 25 de junho, 2020 | 22:49
Posso afirmar com certeza que se existe fiscalização começou agora. No fim de maio fui testado positivo para Covid 19 fazendo exame pelo Usisaude. Cumpri a quarentena conforme orientado, porém minha esposa desenvolveu os sintomas e sequer apareceu alguém da PMI para fazer o teste dela. Ou seja, como estão computando tantos casos se não fazem exames em todos sintomáticos, disseram que até o 12° dia a Vigilância Epidemiológica iria até nossa residência para fazer o exame dela. Ninguém apareceu nem pra saber se ela melhorou.
Graças a Deus recuperamos e estamos bem, descaso e falta de apoio por parte da saúde pública municipal.
Aurea 25 de junho, 2020 | 21:27
Partir do momento que colocarem que são compriem isolamento e serão multados dúvido que descompriram. Povo brasileiro só funciona se tiver pesando no bolso.
Oculto 25 de junho, 2020 | 19:04
Seria bom se eles ficalizassem mesmo! Eu fui caso suspeito dia 9 de junho,a vigilância foi notificada segunda a médica q me atendeu,e até hoje não fizeram nenhum contato comigo! Como q estão dizendo que fazem contato entre o 10° e 12° dia! Capaz

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO