Tráfico de drogas lidera lista de denúncias anônimas em Minas Gerais

Divulgação/PC


Durante a Semana Nacional de Combate às Drogas, de 22 a 28 de junho, e por todo o ano, os mineiros podem contribuir anonimamente com a luta antidrogas por meio do Disque Denúncia 181. O serviço é coordenado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), em parceria com a Polícia Militar, a Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros. Na capital e no interior, o tráfico de drogas lidera o ranking de notificações geradas em Minas Gerais, informou a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp).

Entre janeiro e maio de 2020, 57% das denúncias recebidas pelo 181 foram sobre o crime. Do total 28.429 comunicações de infrações, 16.064 estavam relacionadas ao tema. Elas possibilitaram a apreensão de aproximadamente 59 mil papelotes, pinos ou porções de cocaína; cerca de 41 mil buchas, porções ou tabletes de maconha; e mais de 40 mil pedras ou porções de crack.

Segundo o superintendente de Integração e Planejamento Operacional da Sejusp, Leandro Almeida, “o principal papel do Disque Denúncia é ser um elo entre o cidadão e as forças de Segurança de nosso Estado”. Ele acredita que o tráfico esteja no topo das notificações por estar próximo do denunciante. “Acontece na rua dele, em uma esquina do seu trajeto, em determinada festa ou encontro, e o indivíduo toma conhecimento”, explica.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO