Donos de bares e restaurantes pedem reabertura dos estabelecimentos em Timóteo

Empresários de bares, lanchonetes e restaurantes de Timóteo reuniram-se nesta semana com representantes do governo municipal para solicitar a reabertura desses estabelecimentos na cidade. Estiveram presentes, além dos representantes dos setores, a diretora da ACE e CDL de Timóteo, Thaís Lage, o prefeito Douglas Willkys e assessores da prefeitura. A reunião foi solicitada pelas entidades, com o aval de alguns vereadores, na tentativa de interceder pela classe, que está liberada apenas para trabalhar pelo sistema de entregas.

A ACE e CDL de Timóteo informam que foi entregue ao Executivo um plano de ação embasado por meio de cuidados e posturas que os estabelecimentos estão tomando, a fim de estarem aptos a funcionar sem comprometer a segurança e a saúde de clientes e funcionários.

As demandas foram divididas em dois segmentos. Um é direcionado a lanchonetes e restaurantes, que desejam a autorização para recebimento de clientes no mesmo horário do comércio varejista praticado hoje na cidade e, fora deste horário, continuar com o atendimento de entregas e ou retirada pelo cliente na porta do estabelecimento. O comércio não essencial em Timóteo atualmente pode abrir as portas das 10h às 16h durante a semana e de 9h as 13h aos sábados. A outra parte da demanda das entidades é para abertura do comércio de bares e estabelecimentos de alimentação noturno, que hoje só atendem por meio de entrega e retirada de mercadorias; o objetivo é que eles possam voltar a receber clientes.

De acordo com a diretora da ACE e CDL de Timóteo, Thais Lage, as reivindicações dos empresários partem da necessidade de contornar a situação de dificuldades que estão vivendo desde o início da pandemia. “Todos os empresários deste segmento estão passando por dificuldades e a ACE e CDL de Timóteo se juntam a eles para expor o que estão passando e mostrar a queda do faturamento, para que medidas de flexibilização sejam adotadas com o intuito de manter esse setor vivo”.

O prefeito ouviu as demandas dos empresários, explicou a situação em que o município e a região do Vale do Aço se encontram e se prontificou a enviar documentos ao governador. Além disso, afirmou que as solicitações do setor serão discutidas na próxima reunião do comitê de risco.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO