Declaração do Imposto de Renda após prazo terá multa mínima de R$ 165,74

Tiago Araújo


Hélio Pavione afirmou que os contribuintes ainda têm tempo para fazer a declaração de Imposto de Renda

O prazo para a entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 se encerrará às 23h59 do dia 30 deste mês, próxima terça-feira. Por isso, aqueles que ainda não fizeram o acerto com o Fisco devem ficar atentos. Normalmente, o prazo vai até o fim de abril, mas devido à pandemia da covid-19, a Receita Federal o estendeu por dois meses.

Conforme o contador ipatinguense Hélio Pavione, apesar de o prazo estar próximo, ainda há tempo hábil para fazer a declaração do IR. “Quem já estiver com a documentação necessária em mãos deve fazer a declaração o quanto antes, já que o prazo se encerra no dia 30. Se estiver faltando alguns documentos, é recomendável que faça a declaração mesmo assim, e os acrescente depois, para evitar de perder o prazo e ter que pagar multa”, afirmou.

Multa mínima

O contador também informou que a multa é correspondente a 1% do imposto, tendo como valor mínimo de R$ 165,74. “Se o contribuinte perder o prazo, esse valor vai aumentando ao longo dos dias contados. Por isso é importante providenciar a documentação o quantos antes e procurar um profissional para fazer a declaração e evitar penalidades”, ressaltou.

Adiamento

Hélio Pavione ainda destacou que os contribuintes não devem achar que o prazo para a declaração do Imposto de Renda será sempre no mês de junho a partir de agora. “Houve esse adiamento do prazo neste ano por causa da pandemia, mas vale ressaltar que a data limite é em abril. Ou seja, no próximo ano provavelmente não será em junho novamente. Infelizmente, as pessoas têm a mania de deixar a declaração sempre para a última hora e já estamos chegando ao fim do mês de junho, sendo que ainda têm muitas pessoas que não entregaram a declaração”, afirmou.

Aumento

Nesse ano, o contador ipatinguense também relata que não houve uma queda na procura pelo serviço de declaração, mas sim um aumento da demanda. “Nesse ano aumentou em torno de 15% a procura. Acredito que as pessoas estão tendo uma maior conscientização de fazer a declaração para evitar penalidades, e também houve um aumento da quantidade de pessoas que são obrigadas a fazer a declaração, o que ocorre todo ano. Esses são os dois fatores que contribuíram para esse aumento na demanda”, contou.

Segundo lote

A Receita Federal abriu na terça-feira (23), às 9h, consulta ao segundo lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) de 2020. Mais de 3,3 milhões de contribuintes receberão R$ 5,7 bilhões no lote de maior valor já registrado. O pagamento será dia 30 de junho.

Contribuintes

Desse valor total, R$ 3,977 bilhões são para contribuintes com direito a prioridade no recebimento: 54.047 acima de 80 anos; 1.186.406 entre 60 e 79 anos; 89.068 pessoas com alguma deficiência física, mental ou doença grave; e 937.234 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério. Foram contemplados ainda mais de 1 milhão de contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 4 de março. Neste ano, os lotes também foram reduzidos de sete para cinco, com pagamento iniciando antes mesmo do fim do prazo de entrega. O primeiro lote foi pago em 29 de maio.

Consulta

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita Federal na internet. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nessa hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

Aplicativo

A Receita disponibiliza ainda aplicativo para tablets e smartphones, que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele, será possível consultar diretamente nas bases da Receita Federal informações sobre liberação das restituições do Imposto de Renda Pessoa Física e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO