Tiradentes volta a se destacar

Cidade conquista melhor pontuação dos últimos anos no ICMS Patrimônio Cultural

No último sábado (20), o Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha) de Minas Gerais divulgou a pontuação provisória do ICMS Patrimônio Cultural, ano base 2019 exercício 2021. E Tiradentes alcançou a nota 17,21, a maior desde o ano de 2015, quando o município zerou a pontuação.

Fábio Aquino/Divulgação Comunicação PMT


Matriz de Santo Antônio, marco arquitetônico, histórico e cultural da cidade
Desde o início da atual gestão, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, junto com o Conselho Municipal de Políticas Culturais e Patrimônio, realiza um sério trabalho de preservação do Patrimônio Cultural e Histórico da cidade, permitindo um aumento gradativo e expressivo da pontuação.

Desde 2017, por iniciativa do Executivo local, 100% dos recursos vindos do ICMS são transferidos para o Fundo Municipal de Preservação do Patrimônio, cujo percentual obrigatório para repasse do município para o setor é de apenas 50% dos recursos.

Para o secretário de Cultura e Turismo, Henrique Rohrmann, os recursos são aplicados na preservação da cultura em sua totalidade e permitem que os investimentos no Patrimônio Cultural do município sejam mais altos e, consequentemente, a pontuação aumente e reincida sobre o município.

"Essas conquistas nos ajudam, cada vez mais, a resgatar e preservar a rica e multifacetada história cultural de Tiradentes e construir um novo tempo para todos, cidadãos locais e visitantes", afirma o secretário.

A pontuação de Tiradentes foi a maior entre as 24 cidades integrantes do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO