Morre vítima de tiro dado por ladrão em Ipatinga

Pai flagrou criminoso dentro do quarto da filha de seis anos, no bairro Parque das Águas; ladrão disparou tiro que levou homem à morte

Enviada por leitor


Ladrão invadiu residencia na rua Rio Itajaí, bairro Parque das Águas e atirou na vítima que foi defender a filha de seis anos

O pai que foi atingido por um tiro disparado por um homem que ele flagrou dentro do quarto da filha de seis anos, em Ipatinga, não resistiu ao ferimento e morreu no Hospital Márcio Cunha no meio da tarde de domingo (21).

A reportagem do Diário do Aço apurou que o corpo de Robenilson Bento Lira, de 32 anos, foi removido do hospital e deu entrada no Instituto Médico-Legal de Ipatinga (IML), por volta de 16h.

Depois de passar pela necropsia, por decisão da família, o corpo será transferido pela Funerária Nova Aliança para a cidade de Eunápolis, na Bahia, onde será sepultado.

O autor confesso do crime foi preso pela PM no bairro Planalto, em Ipatinga, vizinho ao bairro Parque das Águas, onde ocorreu o fato, e alega que invadiu apartamento, na rua Rio Itajaí, para roubar. Ele nega prática de crime sexual contra criança.

Essa suspeita existe porque, quando o pai escutou os latidos do cão da família e foi ao quarto da filha para averiguar, quando encontrou a criança nua sobre a cama e o invasor ao lado.

Graças a ação do pai, alertado pelo cão, o invasor não estuprou a menina, mas ele disparou um tiro acertando as costas de Robenilson, cujo projétil transfixou saindo pelo abdômen da vítima.

O fato aconteceu no fim da madrugada de domingo (21). Robenilson Bento Lira, foi socorrido com vida e levado para o Hospital Márcio Cunha, encaminhado consciente para o bloco cirúrgico, mas não resistiu e morreu.

Mesmo ferido, o pai e a mulher tentaram segurar o marginal, sem sucesso. O criminoso fugiu pela janela do quarto e saiu correndo em direção à rua São Francisco sem ser encontrado.

A Polícia Militar foi acionada e conseguiu localizar o autor do crime no bairro Planalto. Joao Victor Silva Pereira, de 20 anos acabou preso ainda na manhã de domingo.

Enquanto era elaborado relatório da ocorrência, João afirmou em entrevista ao Diário do Aço que invadiu o apartamento no bairro Parque das Águas para roubar. Ele nega que tenha invadido a residência com a intenção de praticar o abuso sexual contra a criança de seis anos.

Apesar da alegação, o autor confesso foi conduzido para o plantão da Delegacia de Polícia Civil para responder pelo crime, que agora evoluiu para homicídio consumado. Já a violência sexual contra a criança ainda será apurada no inquérito.

Antecedentes

Em entrevista ao Diário do Aço, o capitão PM, Lindon Johnson, disse que João Victor já possui passagens anteriores pela polícia, pela prática de diversos delitos. Ele tinha saído da cadeia havia cerca de 45 dias.
A última prisão dele foi por roubo à mão armada, motivo pelo qual estava recolhido ao sistema prisional. João também tem passagens por tráfico de entorpecentes.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Carrasco 23 de junho, 2020 | 07:55
Pena de morte.
Roberto 22 de junho, 2020 | 20:47
Cadê os tão direitos humanos , kkkk, será q eles vão na casa dessa família pra da apoio a eles? Pq na cadeia eles vão direto pra saber se esses demônios em forma de gente estão sendo mal tratados??. Essas essas leis é vergonhosa , nojenta . Mais uma criança vai crescer sem ter seu pai ao seu lado , mais uma família destruída graças ás nossas leis , podemos colocar isso na conta dos q tem o pode de mudar e ñ o faz , 45 dias solto mesmo ja ter cometidos outros crimes . Vamos lembrar disso na eleições.....
Carlos 22 de junho, 2020 | 20:32
Tem que pagar pra enviar mensagem já desde ontem que enviei mensagem e nada hj também a mesma coisa o que está acontecendo aí
Carlos 22 de junho, 2020 | 20:28
Infelizmente o Brasil não tem lei,rapaz sai pra trabalhar no sábado de manhã chega a tarde cansado vai curtir a família,chega noite vai dormir acorda de madrugada com um vagabundo delinquente na cama de um anjinho de seis anos e ainda mata um pai de família nossa estou indignado que mundo é esse que estamos vivendo não tem nem liberdade na própria casa ,de fosse na época do anos 80 tenho certeza que ele já estaria morto na lagoa da prata.
Que Deus conforte o caracao desses familiares.
Caleb Silva 22 de junho, 2020 | 18:02
Num País sério onde a lei permite que um cidadão do bem elimine um rato de esgoto invasor em defesa de sua família, com certeza quase não acontece esse tipo de crime. Se o criminoso não é primário e estava em liberdade, com certeza a nossa lei arcaica e fragilizada contribui com a impunidade e o resultado não poderia ser outro a não ser crimes violentos dessa natureza. Negociam-se facil com criminosos. Pena que aqui é Brasil!
Maurossez Dornelas Franco 22 de junho, 2020 | 11:38
MORTE na fogueira em praça pública para estes vagabundos.
Tem que mudar o código penal para crimes assim.
Dani 22 de junho, 2020 | 10:12
Sociedade hipócrita, nojenta, fazem um auê quando matam o bandido, os famosos protestam, postam que querem justiça pela vida do bandido, que foi tirada pelo cidadão que estava armado ou pela polícia que agiu certo naquele momento, mas não fazem nd quando um pai de família morre defendendo a filha de 6 anos de cara como esse? A criança será que não tinha direito de crescer com o pai do lado?
Marcelo So 22 de junho, 2020 | 09:59
Deveriam colocar a foto do que matou um trabalhador defendendo sua casa. Pois daqui a uns 3 mês ele deve estará nas ruas novamente...
Agora se o pai tivesse matado o invasor. Este Pai estaria preso e sem chances de liberdade
Antonio Dimas Guedes Otoni 22 de junho, 2020 | 09:03
Inúmeras passagens por diversos crimes e estava solto, pronto para continuar matando e roubando.... cadê a foto do individuo.
Arlindo Rodrigues 22 de junho, 2020 | 04:54
Vamos colocar mais um homicídio na conta dos nossos nobres deputados, eles tem sangue nas mãos, não faz nenhum esforço pra aprovar leis pesadas pra coibir essas práticas de crimes violentos, acabar com essa impunidade de saidinha, visita íntima, cumprir apenas 1 sexto da pena, o cara já tinha sido preso por assalto a mão armando e tráfico de drogas, em qualquer país sério, ele estaria preso e a vida desse cidadão seria preservada, mas como estamos nesse puteiro chamado Brasil, aqui vale tudo, se você matar um vagabundo vai preso, se o vagabundo te matar eles prendem e logo coloca na rua novamente pra fazer outras vítimas.
Tarcizio Vieira de Carvalho 22 de junho, 2020 | 02:58
Ser a que ter arma em casa ajudaria em certas ocasiões? Fica a dica.
Irás Jose 22 de junho, 2020 | 02:37
Essa, cena vai ocorre várias e várias vezes, em nossos lares se Deus não tive misericórdia de nos, hj com essas nossa leis que permite que cidadão como esse fique solto, viu 45 dias solto matou, em breve ele vai estar de novo nas ruas, e eu e toda a populaçao sendo prejudicada, novamente.
Rodrigo 21 de junho, 2020 | 21:41
INDIGNADO!!!!por amor a filha perdeu a vida.E o bandido não demora muito esta solto preso fica quem morre.Quem perde um pai.Que sua alma descanse em paz e familiares receba nossas condolências.
Silvana Paula 21 de junho, 2020 | 21:12
Boa noite jente que Deus conforte toda família quero parabeniza o Diário do Vale do aço por se preocupar nos manter informado mais na minha opinião eu acho que deveria ter colocado a foto do marginal a matéria para que todos saiba quem é eu sei que isso não vai trazer a vida do moço que faleceu mais pelo menos todos ficam sabendo quem é e se caso a lei soltar ele a população ficar alerta e já tá sabendo quem é o marginal que Deus guarde nossa casa
Jocimaria 21 de junho, 2020 | 21:10
Esse meliante delinqüente não deveria nem está solto já é um veterano da justiça .Acabou com a vida de meu primo um homem honesto pai de família . Soltam pessoas que devem a justiça e é isso ai que acontece misérias destruição.
Leis 21 de junho, 2020 | 20:53
Ao comentário do Zé. ...
Esquenta não zé só a intenção e despir a menina a lei na cadeia é eficiente. Assim que chegar a setenca é comprida.
Julio Santos Cloves 21 de junho, 2020 | 20:35
Depois vem algumas pessoas vem defendendo essa desgraça, matou um pai de família, ja tentou roubar na casa da minha filha no mesmo bairro dele,isso tem que morrer!não conseguiu pq na minha filha o buraco é mais embaixo. Morre desgraça que o mundo não precisa de você!
Esio de Assis Viana 21 de junho, 2020 | 20:30
Se esse pai de família tivesse matado esse marginal estaria preso agora. Isso é irritante e nojento.
Pedrin Perito 21 de junho, 2020 | 20:24
Se brincar deve tá recebendo auxilio emergencial e vai usar pra pagar Advogado.QUE MENINA DE 6 ANOS DORME NUA? AINDA MAIS NESSE FRIO? COLA NÃO...

SAIDINHA DE 45 DIAS....
Sou pai, tenho arma, deixa vagabundo aparecer na minha frente pra ver.Populaçao desarmada vira alvo de deliquentes.
Ze 21 de junho, 2020 | 20:02
O Brasil é incrível

O cara estaca preso aí alguém solta o indivíduo e ele tira a vida de um pai de família...

O pior que vai preso agora é depois tá na rua outra vez
Lucivaldo Alves Fonseca 21 de junho, 2020 | 19:58
Por favor divulguen a foto desse miliante para qur a população se previna visto que nosso pais nao tem justiça

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO