19 de junho, de 2020 | 10:00

Icônico ônibus de Na Natureza Selvagem é removido no Alaska

Ônibus era alvo de peregrinação de aventureiros do mundo inteiro / Imagem: Seth Lacount/Alaska National Guard Public AffairsÔnibus era alvo de peregrinação de aventureiros do mundo inteiro / Imagem: Seth Lacount/Alaska National Guard Public Affairs
O Magic Bus, um ônibus de 1940, famoso por causa do filme Na Natureza Selvagem, foi removido da Stampede Trail, uma área remota no Alaska.

O ônibus foi a última casa do aventureiro Alexander Supertramp – ou Christian McCandless, seu nome de batismo, um jovem que não via sentido na vida moderna, decidiu abandonar a cidade grande, adotar uma vida minimalista e viver na natureza.

A história foi contada no livro Na Natureza Selvagem, de John Krakauer, jornalista da revista Outside estadunidense, em 1996 e a história foi transformada em filme, em 2007, dirigido por Sean Penn. Essa incrível produção é encontrada em HD no SKY Pacotes.

Conforme consta no filme, baseado no livro-reportagem, o jovem passou o verão de 1992 no ônibus, onde chegou depois de uma longa caminhada e morreu de fome, no inverno, depois de 114 dias vivendo no veículo que ele encontrou abandonado à margem de uma estrada. O Magic Bus ficava a 40 quilômetros da trilha Stampede.
Imagem do filme de 2007, dirigido por Sean PennImagem do filme de 2007, dirigido por Sean Penn

Os relatos da aventura de Christian McCandless, de 24 anos, ganharam uma legião de admiradores. Jovens do mundo todo apareciam naquela região, considerada uma das mais remotas do planeta, em busca de refazer o caminho de Supertramp.

Essa peregrinação, entretanto, gerava problemas para a Guarda Nacional do Alasca, que frequentemente era acionada para resgatar os aventureiros, entre eles, brasileiros.

A tentativa de chegar ao local, sem o devido preparo e conhecimento da topografia local levaram a tragédias, inclusive por afogamentos. Na trilha há a travessia dos rios Teklanika e Savage, que na época do degelo viram grandes corredeiras e isolam a região.

No mês de abril passado um brasileiro de 26 anos teve que ser resgatado após ficar sem comida ao visitar o local. Ao retornar não conseguiu local para atravessar um rio e ficou isolado. Acabou resgatado com vida.

O entendimento da Guarda Nacional no Alasca e a peregrinação colocava a vida de pessoas em risco e demandava operações com alto custo para os resgates. Por isso o melhor seria remover o ônibus da trilha.

Com a decisão, o Magic Bus foi içado em um helicóptero de carga UH-60 Black Hawk e levado para um galpão. As autoridades ainda avaliam o que fazer com o ônibus.

Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

Envie seu Comentário