Funcionamento do comércio em Ipatinga tem nova flexibilização

A partir de sexta-feira lojas voltam a atender de 8h às 18h em dias alternados, três vezes por semana; bares permanecem fechados

Divulgação


Reunião foi encerrada no começo da noite dessa terça-feira, 16

A partir de sexta-feira, o comércio de Ipatinga terá nova fase de flexibilização para o funcionamento de lojas do segmento não essencial. Conforme entendimento de reunião do Comitê Gestor de Crise, as lojas voltam a funcionar às segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h às 18h.

Também serão reabertas as feiras livres itinerantes, de segunda a sexta-feira, com limite de funcionamento às 20h. Sábados e domingos as feiras permanecem vetadas.

Esses setores estavam parcialmente fechados desde o dia primeiro de junho, quando houve uma disparada de casos positivos de covid-19 no município. Bares, lanchonetes e restaurantes, permanecem fechados e mantido o sistema de encomendas e entrega em domicílio. O shopping permanece fechado.

O Comitê é constituído por representantes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Defensoria Pública, Ministério Público e membros das entidades representativas do comércio (Aciapi e CDL). No vídeo abaixo o prefeito de Ipatinga explica sobre a decisão da noite dessa terça-feira.

Mais:
Números oficiais do novo coronavírus (covid-19) no Vale do Aço
Hospital José Maria Morais chega a 100% de ocupação em leitos de UTI destinados ao SUS

Monitoramento indica ocupação preocupante de leitos, diz prefeito

Ao fim da reunião, o prefeito de Ipatinga, Nardyello Rocha afirmou que os números são determinantes para a definição das ações de enfrentamento à pandemia. “Vimos um avanço muito importante no que se refere à taxa de contaminação. Estava em 1,99, praticamente um infectando dois e era um dos piores índices de minas Gerais, com o trabalho feito de restrição conseguimos primeiramente abaixar para algo em torno de 1,4, que já é na realidade a média do estado de Minas Gerais e com essas últimas ações que tivemos, esse número chegou a 1,05, isso nos deixou muito satisfeitos, mas temos um agravante, além do número de óbitos, que chegou a 21, que é a saturação dos leitos. Temos um alto índice de casos positivos, mas isso é fruto da testagem maciça, Usiminas, Cenibra e nós também”, detalhou.

O prefeito também informou que o município receberá, na quinta-feira, dez mil testes. “E vamos testar as forças de segurança da cidade, PM, PC, 14º batalhão, Bombeiros, vamos testar nos asilos, bairro a bairro, de forma aleatória e de acordo com casos positivos”.

Nardyello enfatizou que, a preocupação permanece em torno do número de leitos, que continua saturado em 100%, tanto no Hospital Municipal Eliane Moraes quanto no HMC.

“Optamos por aguardar um pouco mais porque, temos amanhã cedo a licitação prevista de 10 respiradores e estamos aguardando a tão prometida entrega de respiradores por parte do governo do estado. Apesar do problema de RH, contratação de médicos e enfermeiros, optamos por esperar mais um pouco”, explicou.

Decisão

Por fim, o prefeito explicou que na sexta-feira será feita a reabertura do comércio, das 8h às 18h, já a partir da próxima sexta-feira. “Na próxima semana vamos fazê-lo na segunda, quarta e sexta-feira, apenas três vezes na semana, no intuito de ir gradativamente reaquecendo a economia, mas os números ainda não permitem que façamos flexibilização definitiva, com funcionamento todos os dias, inclusive no sábado. O juízo e responsabilidade exigem que voltemos de forma gradativa”.


YouTube
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Lucivaldo Alves Fonseca 17 de junho, 2020 | 13:56
Muito bem senhor prefeito continue. Com todo comercio e e
Mpresas fexadas quero ver eo que vai acontecer com ipatinga quando todos os empresarios que fasem a riqueza dessa cidade seguirem o exemplo da usimec. Fexar as portas deixando milhares de desempregados fica a dica
Dineia 17 de junho, 2020 | 13:33
É necessário fiscalização nas festas aos finais de semana. Pessoas estão aglomerando para fazer churrasco e comemorações nas casas. Pior que de forma escancarada, sons altos e gritarias rolando a noite toda. Cadê a fiscalização?
Aparecida m 17 de junho, 2020 | 12:30
O prefeito e as demais autoridades daqui de Ipatinga,deveria informar primeiro o que é essencial. Talvez se soubesse o que é essencial,e tivesse mantido so essencial aberto,nesta hora de podia estar abrindo tudo. E outra coisa ,corta o auxílio emergencial e bolsa família pra ver se esse povo que que vive atoa pra a fora não fica em casa. Como isso não é possível,pode esperar que esse número de infecção e morte,ainda é pouco.
Jaime 17 de junho, 2020 | 10:40
Existe muitos que sai sem mascara ou as veses mascaras debaixo do queixo isso e inadimissivel por isso os casos aumentam e nunca tera fim enquanto existe pessoas usando mascara assim.quando ver pessoa usando mascara debaixo do queixo ou sem mascara passe longe dele porque ele pode ser o hospedeiro do coronavirus.
Ana 17 de junho, 2020 | 10:20
Muita ignorância desta gestão!!! Restringir os dias de funcionamento, será que eles não vêm que isto gera aglomeração? Não dou conta!!! Deveria ser todos os dias e aumentar o tempo de funcionamento.
Maeli 17 de junho, 2020 | 10:11
Faz três meses que estou com problema com meu cartão de crédito da loja Rener bloqueado.
Meu app da caixa bloqueado por errar a senha, não consegui pagar meu cartão pelo app.
Preciso ir na loja pagar o cartão e a loja do shopping está fechada. Não consigo resolver isto pelo celular e continuo com dificuldade por terno cartão bloqueado porque uso ele pra tudo aqui em casa. Prefeito Nardielo, abra o shopping por favor nem que seja por poucos dias na semana. Preciso pagar meu cartão.
Eu Amo Este Supermercado,morava em Valadares, Hoje Moro no Limoeiro de Timóteo Não Temos Ele Aqui Não Temos Padaria Igual, Meu Sonho é Um Deste Aqui Tem área Industrial e nos Falta Um Coelho Diniz Para Está Região... 17 de junho, 2020 | 10:11
Vocês poderiam abrir um aqui,
Pois temos que ir no centro
Ou em coronel Fabriciano para
Comprar melhor qualidade de produtos.
Beto César 17 de junho, 2020 | 10:05
O comércio precisa sim movimentar, afinal são muitas famílias que a única fonte de renda é o comércio (infelizmente muitos já fecharam).
O que precisa ser feito, são medidas mais duras em situações onde não estão sendo realizadas as medidas de proteção, como, festas, futebol, resenhas, etc...
Muita gente sem proteção nenhuma pelas ruas batendo papo, caminhando/correndo e por aí vai. Vejo que a única coisa que a administração da cidade está pecando é nessa parte.
O comércio está sim cumprindo o solicitado (exigindo o uso de máscara e disponibilizando o álcool para os clientes). Agora ter que aturar essas aglomerações desnecessárias e pior de tudo, mediante a situação que estamos passando, não ver nada sendo feito, aí é triste.
Ps. Não sou comerciante, mas entendo o momento que estão passando. É triste ver comércios antigos na cidade fechando as portas por irresponsabilidade de algumas pessoas!
Geraldo Magela de Paula 17 de junho, 2020 | 09:51
Uma sugestão que não vi ser aplicada em lugar nenhum e creio que seria eficaz neste momento seria ao invés de fechar o comércio seria expandir o horário de atendimentos e proibir a entrada de gestantes, crianças e idosos, seguido também de rotatividade dos clientes pela inicial do nome comprovado em documento, cada dia da semana seria para determinadas iniciais.
O que vejo hoje com a redução de funcionamento e o contrário que se espera pois com menor tempo teremos mais pessoas aglomerada.
Celso Coelho 17 de junho, 2020 | 08:11
Temos exemplos de várias cidade que após a liberação o número de casos de contaminação e mortos subiu vertiginosamente, em Ipatinga estamos numa curva ascendente, o resultado vai aparecer em uma semana, que Deus nos proteja.
Alessandro de Souza Gonçalves 17 de junho, 2020 | 07:19
Bom dia...
As decisões do prefeito de Ipatinga e das autoridades competentes não sutiram efeito positivo, além do grande números de casos de infectados e mortos, as empresas estão fechando as portas .,fechar o comércio não resolveu nada.,reduzir o horário e dias de abertura não resolve nada...
Faça como o prefeito de Coronel Fabriciano e amplia o horário do comércio...
Assim não haverá aglomeração...
Denise 17 de junho, 2020 | 05:53
Concordo qndo dizem em leberar tds os dias, assim tomando tds as precaucoes como lotacao maxima, mascara e alcool, diminuiria a rotatitividade no centro, menos tempo significa mais gente nas ruas.
Erick 16 de junho, 2020 | 23:47
Simplesmente acho que o comercio poderia abrir sim, mais a populaçao nao tem respeito ou conciencia do que faz ,acomete aglomeraçao mesmo e depois culpa as pessoas! isso nao pode ocorrer!
Um Vale do Aço Sem Liderança. 16 de junho, 2020 | 23:04
Boa noite.

Desde o dia 17/03/20 pedi o cancelamento da academia (EndFit) que até hoje 16/06/20 não aprovou, dificultando ao máximo, mas que faz minha segurança sou eu e mais ninguém, nunca mais fui e estou em casa desde então.

E desde então eu disse, vai dar m$#da no vale do aço.......aguardem.
Falou Tá Falado 16 de junho, 2020 | 21:57
Concordo com alguns comentários mais com outros não. O prefeito está fazendo a parte dele mais infelizmente uma porcentagem da população não está. Aí vem uns decendo a ripa no prefeito. CALMA AI GENTE. PROCUREM ENTENDER AS COISAS DIREITO. O comércio estando aberto ou fechado o que vai definir o decorrer da situação é o comportamento da população. Se não houver uma preocupação de todos com esse vírus as coisas irão ficar nesse debate sempre.
Covid 16 de junho, 2020 | 21:48
Vai só piorar, a prefeitura ao invés de diminuir vai aclomerar mais, é matemática simples, como diminuir o aglomeramento espremendo dias e horário? Não seria ao contrário? Estender o horário? Quanto menos tempo aberto, mais gente no centro.
Fumaçou 16 de junho, 2020 | 21:25
Se com o comercio fechado esta aumentando os casos de covid-19, imagina c o comercio aberto, no centro parece festa de carnaval quando abre o comercio, pessoal parecendo q esta indo para Marquesa de Sapucaí, so q esquecem q e apenas a 28 de abril, vai aparecer mais infectados e mais óbitos infelizmente, pois o prefeito esta sendo precionado pelos comerciantes, isso se n estiver recebendo propina, antes em casa recebendo R$ 600,00 do que em casa doente, do jeito q esta vai faltar leito p população, pq ate agora n se houve falar mais do hospital de capanha q foi montado, Fecha o comercio denovo prefeito pessoal tem q trabalhar mas a Saude e mais importante, nao ha outra solucao(infelizmente).
Antonio Dimas Guedes Otoni 16 de junho, 2020 | 21:09
As grandes redes de supermercados promovem promoções ainda que enganosas e provocam aglomerações.
Nando 16 de junho, 2020 | 21:08
Triste notícia. No dia da eleição vc o eleitor saberá dar o troco.
Rosaria Alves 16 de junho, 2020 | 21:00
Tomando os devidos cuidados deveriam reabrir tudo.Ipatinga vai ao caus com o desemprego.Tem que abrir todos os dias,inclusive o shoping,para aliviar a tensão e medo que ficam no ar.O hospital de campanha talvez nem seja usado,todos estabelecimentos poderiam abrir com controle de fluxo de pessoas,as mesas de restaurante e praças de alimentação reduzidas pela metade,a vida tem que seguir em frente,as contas nem nem nosso apetite entram em quarentena.Temos que nos alimentar todos os dias.
Alexander Esteves Machado 16 de junho, 2020 | 20:55
Absurdo! Ontem Ipatinga obteve 05 óbitos e de presente ou luto ganha uma abertura? Espero que não seja mais aberturas de urnas para os empregados, porque os patrões, ficam em casa ou em condomínios fechados bebendo e comendo churrasco e povo levando ferro.
Marcos 16 de junho, 2020 | 20:46
Ja falei que estes gestores não sabe da consequência que isso vai proporcionar.
Vai ter mais aglomeracoes
Os estudos mostram que abrir dia sim e dia não a aglomeração vai ser bem mais.
Fernando 16 de junho, 2020 | 20:39
Isso só pode ser brincadeira né? Todos nós da cidade vimos o que aconteceu nas ruas do centro de Ipatinga com o comércio funcionando 3 vezes por semana, o movimento pelo menos dobrou em relação à normalidade. Pelo amor de Deus viu...se for para afrouxar as regras do funcionamento do comércio que pelo menos se faça de forma inteligente. O fruto dessas irresponsabilidades serão colhidos tanto pelos culpados quanto pelos inocentes.
Nete 16 de junho, 2020 | 20:14
Eu acho que, se vai abrir o comércio, deveria abrir todo dia pq os batedores de perna poderiam variar o horário de sobrar pela rua afora. Com menos tempo, a tendência é aglomerar mais.
Juninho 16 de junho, 2020 | 19:45
Já dei a ideia de liberar a abertura do comércio e bloquear a entrada de veículos na avenida 28 de abril e ruas adjacentes, descarga somete após expediente, mas infelizmente não sei o que passa na cabeça desses componentes do tal comitê gestor de crise, que não consegui agilizar nada e fica patinando nessas reuniões.
Wellington Tostes 16 de junho, 2020 | 19:41
Nosso prefeito está com a política do retrocesso, não vai se reeleger nunca, todo comércio já deveria estar aberto com os devidos protocolos para funcionamento. Nessa época do ano é normal o número de óbitos aumentar, agora usar esse fato é brincadeira. Sugiro que o prefeito faça uma compra no supermercado e certifique do que aglomeração.
Christiano 16 de junho, 2020 | 19:35
O Lockdown é o único remédio com solução imediata e que vai segurar o povo em casa. Caso não aconteça o Lockdown vamos sofrer com este vírus por mais uns 3 meses com os hospitais escolhendo quem vai morrer.
Floriano Peixoto 16 de junho, 2020 | 19:27
E o palhaço?
- Somos nós!
O "vírus" tem dia e hora para circular?
Piada!
Tem muito coelho nesse mato!!!
A que ponto chegamos?
A que ponto chegaremos?
Um dia chegaremos a conclusão o quanto fomos enganados!
Jefferson 16 de junho, 2020 | 19:26
Cada funcionário que perder o emprego e cada patrão que quebrar o Prefeito deveveria suprir a renda deles até que os mesmos possam voltar ao seu trabalho.
E muito fácil ferrar com o ganha pão dos outros mas não aceitar nem 1 real de redução do seu próprio salário!
Andressa 16 de junho, 2020 | 19:16
Oi e os trabalhadores ambulantes de água de Coco como ficam...?
Paula Carvalho Louzada 16 de junho, 2020 | 19:06
Está diminuindo o número de casos de infectados por covid-19 no Vale do Aço?! Fico feliz com isso, pois só com isso para agir de forma responsável com a vida do outro e voltar a abrir o comercio.
Sandra 16 de junho, 2020 | 18:51
Essa atitude e bizarra....não vai resolver nada..nos dias que funcionar ...e que não funcionar...o vírus vai estar atuante do mesmo jeito....libera td logo...o pior são as feiras livres...
Rome Tuma 16 de junho, 2020 | 18:44
Esse comite esta mais perdido que cego em tiroteio,terça,quinta e sabado o covid19 vai para as ruas?nos outros dias o mesmo fica em casa,nao ve que a melhor saida e sequir o horario de Cel Fabriciano?Vai permitir aglomeraçao nos dias que o comercio abrir,muito despreparo e falta de conhecimento dessa equipe,liderada por um prefeito totalmente perdido em suas decisoes!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO