Ministério da Saúde passa a divulgar menos dados da covid-19

Brasil registra mais de 30 mil novos casos e mais 1.005 mortes por covid-19 em 24 horas

Com informações da Agência Brasil
EBC Arquivo/Ilustrativa


O balanço divulgado nesta sexta-feira(5) pelo Ministério da Saúde mostra que nas últimas 24 horas foram registrados mais 1.005 óbitos por covid-19 no Brasil. Nesse período foram confirmados mais 30.830 casos da doença e 11.977 recuperados.

O Ministério da Saúde não divulgou os dados totais da contaminação no novo coronavírus no Brasil. O relatório que aparecia detalhado, agora está mais vazio em relação ao que era divulgado anteriormente.

Entretanto, com base nos dados da quinta-feira (4), somados aos números de sexta-feira (5), a conclusão é que o Brasil tem oficialmente 35.026 mortes – confirmadas – causadas pela COVID-19. O país registra 645.771 casos confirmados da doença.

Pelo terceiro dia seguido, o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde sobre a COVID-19 foi divulgado por volta das 22h. E assim será daqui em diante, por determinação do presidente da República, Jair Bolsonaro. Ele afirmou que o atraso de horário se deve a uma mudança de critério nos cálculos realizados pelo ministério, para computar os números do dia.

Os estados que mais registraram casos confirmados do novo coronavírus nas últimas 24 horas foram São Paulo (5.365), Bahia (2.965), Pará (2.911), Maranhão (2.684) e Rio de Janeiro.

São Paulo também registrou o maior número de mortes nesse período, 282; seguido por Rio de Janeiro (146), Pará (122), Ceará (77) e Pernambuco (71).

Os estados com o menor registro de novos casos foram Mato Grosso do Sul (72), Rio Grande do Norte (158), Acre (263), Mato Grosso (287) e Tocantins (301). Mato Grosso do Sul relatou uma morte nas últimas 24 horas.



Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Isaac Júnior 08 de junho, 2020 | 12:47
O ministério não pode esconder os dados da população acho isto falta de "transparência". A divulgação é muito importante para as pessoas saber o número de infectados e óbitos. Até por questão de prevenção. Estes dados servem tanto para pesquisas científicas como para critérios a serem tomados pelas prefeituras e secretárias em relação ao distanciamento, número de leitos das UTIS, higienizaçao. Como diz um médico sanitarista "corrupção" O que eles estão fazendo com a população.
Felipe 06 de junho, 2020 | 15:46
Mas a China Comunista que esconde os dados né?

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO