Assistência Social de Ipatinga faz readequação de expediente

Divulgação


Os Centros de Referência de Assistência Social passam a realizar apenas atendimentos emergenciais

Em virtude de novas medidas restritivas definidas pela administração para conter o avanço do novo coronavírus em Ipatinga, a Secretaria Municipal de Assistência Social voltou a readequar a forma de atendimento presencial nos equipamentos públicos ligados à pasta. De acordo com a repartição, os cinco Centros de Referência de Assistência Social (Cras) passam a realizar apenas atendimentos emergenciais relativos ao Benefício de Prestação Continuada (BPC), Auxílio Funeral e Benefícios Eventuais previstos na Resolução 004/2019.

O horário de acolhimento é de 8h as 18h. No entanto, a orientação é que as pessoas liguem antes para saber se a demanda é considerada de urgência e há necessidade de deslocamento. “Pedimos que caso haja necessidade de procurar o serviço de forma presencial, que vá ao Cras apenas um integrante da família, para que tenhamos o mínimo de circulação de pessoas possível na cidade”, orienta Cláudia Castro, secretária-Adjunta da Assistência Social.

Cadastro Único

Seguindo recomendação do Ministério da Cidadania, o atendimento presencial para realização de novos cadastros e recadastros de famílias que recebem o Bolsa Família foi suspenso no município até o fim do recebimento do Auxilio Emergencial.

Cadastros e recadastros de famílias que possuem membros que recebam o Benefício de Prestação Continuada (BPC), solicita Atendimento na Atenção Domiciliar (SAÚDE), Tarifa Social e emissão de Folha Resumo serão atendidos emergencialmente.

Atendimentos do Cadastro Único referente ao Cras I (Veneza) são realizados na rua Edgar Boy Rossi - Centro - próximo à prefeitura.

Horário de atendimento 12h às 18h.

Dúvidas poderão ser esclarecidas através do WhatsApp.

1 - Adicione o número nos contatos do telefone (31) 38298147;
2 - Envie uma mensagem;
3 - Escolha o assunto: Cadastro Único; Programa Bolsa Família; Auxílio Emergencial; Bolsa Merenda.

Sobre o Auxílio Emergencial, ele só é dirigido às pessoas que têm o CadÚnico até o dia 20 de março de 2020. Se a pessoa não tem o CadÚnico até esta data, ela precisa se cadastrar pelo site ou aplicativo do Auxílio Emergencial disponibilizado pela CAIXA e estar entre outras categorias para receber o benefício de R$ 600”, esclareceu Tito - Coordenador do CadUnico.

Golpes

É preciso ficar atento aos links compartilhados via WhatsApp que levam a um site de cadastro que promete às pessoas assistidas pelo Benefício de Prestação Continuada (BPC) um auxílio emergencial de R$ 600 a R$ 1.200 por três meses.
A diretora do Departamento de Proteção Social Básica, Eliana Soares, alerta sobre golpes que têm sido aplicados nesse momento de vulnerabilidade em virtude da pandemia. “É muito comum que pessoas agindo de má fé ofereçam ajuda, prometendo agilidade para o recebimento de benefícios. Então, o que pedimos é muito cuidado neste momento”, alertou.

Outros serviços

Os atendimentos à população de rua continuam de forma normal, como o serviço do Centro POP e o albergue, que inclusive dispõe de leitos para pernoite. O Conselho Tutelar também funciona de forma emergencial. O CREAS - Centro de Referência Especializado de Assistência Social, que atende pessoas vítimas de violência, está de porta aberta de 8h às 18h.

Endereços e telefones dos Cras

- Cras I: rua Mangaratiba, 195 - Veneza II (3829-8426)
- Cras II: rua Jericó, 90 - Canaã (3829-8423)
- Cras III: rua Angélica, 385 - Bom Jardim (3829-8332)
- Cras IV: rua Usiminas, 85 - Vila Formosa (3829-8394)
- Cras V: av. José Fabrício Gomes, 466 - Bethânia (3829-8325)
- Creas: rua Pouso Alegre 34 Centro (3829-8435)
- Centro Pop: rua Pouso Alegre 34 Centro (3829-8738)
- Conselho Tutelar rua Pouso Alegre 34 Centro (3829-8427/3829-8433)
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO