Homem com carro de placas de Ipatinga é preso com uma tonelada de maconha

Abordagem da Polícia Rodoviária Federal aconteceu em uma estrada no estado do Mato Grosso do Sul na operação Tamoio

Divulgação PRF


As barras de maconha estavam neste Jeep Renegade com placas de Ipatinga

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na madrugada deste domingo (31) em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, 1.102 quilos de maconha e prendeu o motorista de 51 anos após ele tentar fugir da fiscalização. Ele estava com um veículo emplacado em Ipatinga. A ação ocorreu durante a Operação Tamoio com foco no combate à criminalidade.

Os policiais rodoviários federais realizavam ronda na BR-060, quando deram ordem de parada a um Jeep Renegade, placas de Ipatinga. O motorista não acatou a ordem e iniciou fuga. Foi iniciado o acompanhamento tático através da rodovia e posteriormente em uma estrada vicinal.

O suspeito em fuga avançou com o veículo em uma área de mata fechada, onde veio a colidir com uma árvore, abandonando o automóvel em seguida e tentou fuga a pé. A equipe realizou buscas no local e conseguiu localizar e prender o homem, que no momento da prisão, destruiu o aparelho celular que utilizava.

Dentro do Jeep, para a surpresa dos agentes da PRF, foi encontrada uma grande quantidade de maconha em barras prensada, totalizando 1.102 quilos da droga. Questionado, o preso confessou ter pego o carro com o entorpecente em Ponta Porã (MS) e levaria até a capital Campo Grande e receberia R$ 3 mil pelo transporte.

O homem preso em flagrante com a droga foi encaminhado para o Centro Especializado de Polícia Integrada (Cepol) e o veículo com toda a maconha para a Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico (Denar), em Campo Grande.

Operação Tamoio
O nome Tamoio vem do tupi-guarani "Tamuía", que significa o avô, o antepassado. A Confederação dos Tamoios foi uma aliança de tribos indígenas firmada com o objetivo de combater os portugueses e outras tribos que os apoiavam. A referência é em relação à aliança dos grupos especializados da PRF unidos nessa operação.

Desde de quinta-feira (28) que a Polícia Rodoviária Federal realiza a Operação Tamoio para enfrentamento à criminalidade, tendo as ações reorientadas por meio de informações da inteligência policial, o que traz otimização dos recursos humanos, tecnológicos e o emprego das unidades de recursos especializados da PRF.

Em três dias de operação, a Tamoio supera os bons números que a PRF atingiu há um mês quando deflagrou a Operação Tupã, que também foi realizada com base no enfrentamento qualificado à criminalidade.

Realizada entre os dias 30 de abril e 2 de maio, a Operação Tupã foi marcada pelo registro de mais de 10,7 toneladas de maconha apreendidas, 65,5 quilos de cocaína foram retirados de circulação e 86 veículos recuperados; 514 pessoas foram detidas por diversos crimes.

Nos três primeiros dias de operação, a Tamoio obteve números ainda mais expressivos que a Operação Tupã. A PRF apreendeu, entre os dias 28 e 30 de maio, 13,3 toneladas de maconha, quase 25% a mais; foram 352 quilos de cocaína, superando em mais de 500% a quantidade da droga tirada de circulação na operação realizada no mês anterior; As ações também resultaram em 88 veículos recuperados e 591 pessoas detidas por estes e outros crimes.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

MAIS FOTOS

Comentários

Edgar Pacheco Mariotte 01 de junho, 2020 | 16:55
Parabéns a PRf e também ao jornal diário do aço pela ótima matéria.palavras explicativas sobre cultura nós trazem mais aprendizado!

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO