Usiminas viabiliza produção de mais 11 mil máscaras

Em Ipatinga, 7 mil delas serão direcionadas para pacientes do Hospital Márcio Cunha (HMC) e outras mil vão para entidades sociais

Divulgação


Nova remessa dos itens será produzida artesanalmente, e além de proteção, vai gerar emprego e renda

Em uma ação que visa saúde e geração de emprego e renda, a Usiminas encomendou uma nova remessa de máscaras de TNT a artesãs de Ipatinga e de Cubatão (SP). As profissionais estão produzindo 11.300 máscaras, que começam a ser entregues a partir da próxima semana.

Em Ipatinga, 7 mil delas serão direcionadas para pacientes do Hospital Márcio Cunha (HMC) e outras mil vão para entidades sociais. Em Cubatão, 2 mil máscaras serão destinadas aos pacientes do Hospital Cubatão, também gerido pela Fundação São Francisco Xavier, braço social da Usiminas nas áreas de Saúde e Educação, e outras 1.300 serão destinadas para famílias de alunos atendidos por quatro projetos patrocinados pela empresa na cidade.

Para movimentar a economia local, a ação envolve o trabalho de costureiras e priorizou fornecedores locais na compra dos materiais e demais insumos. A primeira remessa e doação, realizadas em abril passado, contou com a produção de 67 mil máscaras entregues a colaboradores de todas as unidades da empresa e à Fundação São Francisco Xavier.

Para a diretora corporativa de Comunicação e Relações Institucionais da Usiminas, Ana Gabriela Dias Cardoso, houve uma decisão de, com o apoio do Instituto Usiminas, dar continuidade a essa ação pelo que ela representa em termos de contribuição à saúde e geração de renda para as comunidades. “O momento ainda é de distanciamento social e, mesmo para uma circulação restrita, todos têm o dever de buscar proteção para si próprio e para os outros. Achamos importante continuar atuando nessa frente de solidariedade e reforçar, por meio do trabalho dessas artesãs, nosso compromisso com as comunidades”, afirma Ana Gabriela.

A produção e doação de máscaras de proteção é uma das diversas ações que a empresa vem liderando em diferentes frentes. Além dos investimentos feitos por meio da Fundação São Francisco Xavier, especialmente para capacitar as quatro unidades hospitalares instaladas em Ipatinga, Itabira e Cubatão a prestar atendimento de referência aos pacientes da Covid-19, a Usiminas segue atuando em apoio a ações como a higienização de espaços públicos de grande circulação; na recuperação de respiradores mecânicos por meio de programa liderado pelo Senai e em várias outras iniciativas que fazem parte do esforço coletivo de enfrentamento à pandemia.
Encontrou um erro, ou quer sugerir uma notícia? Fale com o editor: falecomoeditor@diariodoaco.com.br

Comentários

Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.

ENVIE O SEU COMENTÁRIO